04 setembro, 2011

PEREIRA COELHO, DO PSD CONSTITUÍDO ARGUIDO

Paulo morais corrupção
A corrupção no sector imobiliário tem sido frequentemente objecto de noticias. O ex-vice-presidente da Câmara da Figueira da Foz e actual deputado do PSD, Paulo Pereira Coelho, vai ser constituído arguido por suspeitas de favorecimento da empresa construtora de um hotel na marginal daquela cidade.

Em baixo apresento duas noticias relacionadas, contudo chamo a atenção para a segunda citação que deixa transparecer algumas contradições.
1 - Afirma-se que o significado de "arguido" é apenas, testemunha não acusado, mas logo de seguida afirmam que na condição de arguido se fica mais protegido pois é "melhor defendido e pode ter advogado" ora se é apenas testemunha para que precisa de ser defendido e para que precisa de advogado?
2 - "neste momento, se se fizer um balanço de quem nas Câmaras está em condições semelhantes, é algo absolutamente indescritível"
Para confirmar que realmente este é um meio que está muito vulnerável ao crime,  podemos colmatar com as afirmações de PAULO MORAIS  que (...) criticou também as "vigarices" na área do urbanismo praticadas por muitos municípios, acusando-os de "valorizar terrenos à ordem dos dois mil por cento sem qualquer dificuldade", apenas para beneficiar um determinado "predador imobiliário". artigo sobre esta entrevista.
OU AINDA
"Antigo vice-presidente da Câmara do Porto, Paulo Morais, afirmou, a propósito de corrupção no poder local, que "a margem de lucro do urbanismo em Portugal só é equivalente à do tráfico de droga".
"chegámos a este estado devido à forma como os partidos têm vindo a ser organizados e financiados".
tem que haver uma grande vontade política". Se não houver, Paulo Morais prevê "estar daqui a uns anos a dizer que o Urbanismo dá muito mais dinheiro do que o tráfico de droga".


(Esta noticia é de 2008, contudo este blog reúne factos/noticias, relacionados com crimes contra a nação, sendo intemporal e apartidário... pois o que se pretende, é apenas mostrar que a corrupção continua a alastra-se,  graças à impunidade, comum a todos os governos... )
NOTICIA NA FONTE.  "Suspeitas de favorecimento Autarca e deputado do PSD constituído arguido. O ex-vice-presidente vai ser constituído arguido por suspeitas de favorecimento da empresa construtora de um hotel na marginal daquela cidade. O DIAP já requereu a Jaime Gama o levantamento da imunidade parlamentar do deputado.(...) interrogá-lo por «fortes indícios da prática do crime de participação económica em negócio e abuso de poder», lê-se na carta enviada no fim de Janeiro pelo Tribunal de Instrução Criminal de Coimbra ao presidente do Parlamento, Jaime Gama. Pereira Coelho será ainda sujeito à medida de coação mínima? termo de identidade e residência.O inquérito começou com uma denúncia feita por um advogado de Coimbra, Pedro Trilho y Blanco, envolvendo também Duarte Silva, presidente da Câmara da Figueira da Foz, e Mário Maduro, director de Urbanismo da mesma autarquia.  Além dos crimes pelos quais Pereira Coelho será constituído arguido, a investigação suspeita também da prática dos crimes de corrupção e de prevaricação. Está em causa a venda de dois terrenos municipais na marginal da Figueira da Foz para a construção de um hotel .Tudo começa em 1999. Mandatado por Pedro Santana Lopes, então presidente da Câmara da Figueira, para implementar uma «piscina oceânica» naqueles terrenos municipais, o vereador Miguel Almeida encontra-se com Valentim Loureiro (presidente da Liga de Clubes), João Bartolomeu e António Bastos (Actualizado a 3/12/2011)  (administradores da União de Leiria e sócios da empresa Proabita), no Grande Hotel da Figueira da Foz, a 28 de Julho. A Proabita tinha começado a comprar meses antes as propriedades vizinhas dos terrenos da autarquia."  fonte
NOTICIA II (complementa a anterior) "O líder do PSD da Figueira da Foz disse ainda, citando o Procurador-Geral da República, Pinto Monteiro, que o país "está cheio de arguidos inocentes". "Vamos esperar. Estou convicto que (Duarte Silva) está nesta maioria de inocentes", concluiu.
A urbanização do Vale do Galante, na marginal da Figueira da Foz, é composta por um aparthotel de quatro estrelas e 16 andares, 120 suites e 40 quartos (600 camas) e engloba ainda sete prédios de apartamentos num total de 298 fogos na área adjacente.
Trata-se apenas de uma pessoa que a Justiça está a investigar, no âmbito de um qualquer processo. Sendo arguido pode ver-se melhor defendida e até pode ser acompanhada por advogados". Reforçando esta ideia, Duarte Silva afirma ao nosso jornal que "os arguidos (Mário Maduro e Ana Brilha) não estão conotados com alguma ilegalidade, está tudo sob investigação". A concluir, diz o autarca que "neste momento, se se fizer um balanço de quem nas Câmaras está em condições semelhantes, é algo absolutamente indescritível"." fonte
 

4 comentários :

  1. Só agora estão a investigar este senhor?
    Chegam tarde, muito tarde.

    ResponderEliminar
  2. Eu,um simples operário emigrante na Holanda desde 1964 e já velhote (89 anos),repito que os trafulhas,os velhacos,os pulhas,os cínicos,
    os hipócritas,os espertalhões da Alta,da Média,da Pequena Burguesia com destaque para os Vigários de Cristo mas também gente da Plebe, que sabiam como tirar o melhor partido da Ditadura clerical-fascista do Estado Novo,agora em liberdade e «democracia» e com o liberalismo económico e financeiro em que cada qual se safa como pode,ÊLES,seus descendentes,seus apaniguados e os «filhos da mesma escola»,muito melhor sabem como tirar o melhor partido desta SITUAÇÃO.Sòmente os bem intencionados ou os palermas como eu,é que foram,são e serão sempre as eternas vítimas.E não esquecer que ÊLES estão a vingar-se do 25 d'Abril.
    A Pátria-Mãe p'ra mim madrasta/empurrou-me p'rà emigração/
    e maldita seja a Governação/que Portugal p'rà miséria arrasta.

    ResponderEliminar
  3. Os dinheiros publicos tem que ser geridos, por economistas e gestores pofissionais, sao eles que devem decidir se as camaras "investem " ou nao em relogios rolex e carros de luxo, e dao pareceres que sao ordens tendo em conta o desenvolvimento da região. Serão despedidos se fizerem um mau trabalho.Politcos só na ass. da republica.

    Caso contrario Portugal nao tem futuro.

    O tribunal de contas, nao controla nada.
    Mao ha auditorias que indiciem praticas de crimes.

    mas se um cidadão prevaricar nem que seja 2.000 euros vem um fiscal do fisco investigar, nao pode ser.

    Portugal nao tem futuro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. TEMOS OS POLITICOS QUE MERECEMOS SOMOS NÓS QUE OS MOLDAMOS
      UM POVO QUE NÃO VOTA NEM SABE USAR O VOTO JAMAIS SERÁ REPRESENTADO, TEMIDO OU SEQUER RESPEITADO E JAMAIS SABOREARÁ AS VANTAGENS DA DEMOCRACIA...
      Em Portugal vence sempre a abstenção e a ignorância e os corruptos.
      O povo não sabe que o voto não serve apenas para votar a favor dos que mais se apoiam, serve também para votar contra os que mais roubam e mentem.
      O critério decisivo da democracia é a possibilidade de votar contra os partidos que há 40 anos destroem o país
      Karl Popper, sobre democracia, responsabilidade e liberdade.
      (…)
      Inicialmente, em Atenas, a democracia foi uma tentativa de não deixar chegar ao poder déspotas, ditadores, tiranos. Esse aspecto é essencial. Não se tratava, pois, de poder popular, mas de controlo popular. O critério decisivo da democracia é – e já era assim em Atenas – a possibilidade de votar contra pessoas, e não a possibilidade de votar a favor de pessoas.
      Foi o que se fez em Atenas com o ostracismo. (…)
      Desde o início que o problema da democracia foi o de encontrar uma via que não permitisse a
      ninguém tornar-se demasiado poderoso. E esse continua a ser o problema da democracia. (…)

      ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2015/09/o-criterio-decisivo-da-democracia-e.html#ixzz3qcV7Aoi8

      Eliminar