28 dezembro, 2013

Em Portugal ser pobre é cada vez mais caro... mas os portugueses insistem em empobrecer


Em Portugal, o golfe é um desporto cada vez mais barato, e ser pobre é um desporto cada vez mais caro.

A mensagem do Governo é clara: "Portugueses, não sejam pobres.
A intenção do Governo de reduzir para 6% a taxa do IVA sobre a prática do golfe é um orgulho para os golfistas e uma vergonha para os sindicalistas. Um grupo de pessoas com fraca organização coletiva, sem recurso a manifestações nem presença na mesa da concertação social, consegue ser mais eficaz na satisfação das suas justas aspirações do que a CGTP e a UGT juntas.
O fenómeno volta também a indicar uma relação preocupante entre a contestação social bem sucedida e o uso de calças ridículas: depois de manifestantes dos anos 70, com as suas calças à boca de sino, terem obtido conquistas sociais importantes, os golfistas conseguem agora o seu lugar na história da luta reivindicativa. 
Parece evidente que os trabalhadores de hoje só não gozam de melhores condições de vida porque Carvalho da Silva não tem a argúcia de comparecer nas manifestações de pijama.
Além dos golfistas, o Governo também está de parabéns. É verdade que cedeu a um grupo social, mas soube fazê-lo enviando um sinal à sociedade: em Portugal, o golfe é um desporto cada vez mais barato, e ser pobre é um desporto cada vez mais caro.
A mensagem do Governo é  clara: "Portugueses, não sejam pobres."

É tão caro ser pobre em Portugal, com todas as medidas que o Governo tem tomado para taxar a pobreza, que só por teimosia um grupo cada vez mais alargado de pessoas se mantém pobre. Por preguiça ou burrice não levam a sério o esforço que o Governo tem feito, através de cargas fiscais e outras penalizações, para desencorajar quem insiste em ter má qualidade de vida e premiar quem tem boa qualidade de vida. Quem vive melhor paga menos impostos e tem mais benefícios, mas nem assim os portugueses percebem que devem passar a viver melhor. É incrível.
A argumentação do Governo é, além do mais, impossível de rebater: o golfe constitui uma importante alavanca do turismo. Há inúmeros cidadãos estrangeiros que procuram o nosso país para praticar o desporto. Mas, depois de terem gasto vários milhares de euros em tacos, viagens e hotéis, se os obrigam a pagar uma taxa de 23%, igual à dos refrigerantes e das latas de conserva, pegam no seu equipamento e vão jogar para países em que o IVA não lhes dê cabo do parco orçamento que têm para alimentação, saúde e jato privado.

Quem persiste em viver com dificuldades, envergonhando-se a si mesmo e ao País, e continua a queixar-se dos impostos sobre bens importantes, deve pensar no modo como pode contribuir para o turismo em Portugal.  Aglomerem-se nas imediações dos campos de golfe e convençam os jogadores a beber leite achocolatado e iogurtes. Em princípio, o IVA dos produtos que eles consomem baixa imediatamente de 23 para 6 por cento. Não falha". visão

Poupam uns, pagam a mais, os outros... 
  1. A Assembleia Municipal de Lisboa aprovou  isenção de cerca de três milhões de euros para a próxima edição do festival Rock in Rio, em 2014 prioridades da câmara.
  2. A Assembleia Municipal de Lisboa aprovou, a isenção de taxas municipais no valor de três milhões de euros à organização do Rock in Rio pela edição de 2012. 
  3. "Como é possível que se pague 23% IVA por uma  sopa e 6% para dormir num hotel?
  4. Imposto sobre luxuria, IVA porno mais baixo que o de uma sopa?
  5. A PT precisa muito de isenções fiscais?
  6. Ainda pagamos o golfe aos srº deputados?


9 comentários :

  1. O que me parece precisar de revisão é ataxação sobre os lucros ser igual quer se trate dum dono ou duma sociedade que emprega um ou mil empregados.

    ResponderEliminar
  2. http://pmcruz.com/work/an-ecosystem-of-corporate-politicians
    encontrei este grafico que me parece bem esclarecedor para a Zita e todos que gostam de tornar claro porque somos tão pobres e tão enganados.

    ResponderEliminar
  3. Tem razão quanto ao IVA e às obscenas isenções que refere, mas não se iluda quanto a Carvalho da Silva, a CGTP e o PCP; são os melhores amigos do grande capital, apesar das constantes críticas.

    ResponderEliminar
  4. É incrível como o IVA dos bens essenciais, poderá subir para 24%! A energia, o gaz, os bens alimentares etc. Que não podemos passar sem eles, é onde carregam mais! Como é que este Governo de anormais, não vê que as pequenas e médias empresas não podem sobreviver?! E que a falta de poder de compra dos Portugueses, gera mais desemprego! E as metas a atingir estão mais longe! Cambada de anormais!

    ResponderEliminar
  5. É incrível como o IVA dos bens essenciais, poderá subir para 24%! A energia, o gaz, os bens alimentares etc. Que não podemos passar sem eles, é onde carregam mais! Como é que este Governo de anormais, não vê que as pequenas e médias empresas não podem sobreviver?! E que a falta de poder de compra dos Portugueses, gera mais desemprego! E as metas a atingir estão mais longe! Cambada de anormais!

    ResponderEliminar
  6. Eles não são anormais, mas estupores e traidores. Estão pagos (quer por dinheiro, quer por favores) para destruirem Portugal e a sua população. Enquanto não perceberem isto, não percebem nada de nada. Portugal é um país estratégicamente colocado, geográficamente pacato...e com paz relativa... E água, mar, portos. Querem melhor coito para o que está a ser preparado mundialmente? Mas de momento ainda tem muita gente que só os atrapalha por isso a pressa em se livrarem de quantos mais Portugueses melhor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. """"Portugal é um país estratégicamente colocado, geográficamente pacato...e com paz relativa... E água, mar, portos. """

      O que eles fizeram a Portugal e estão a fazer é simples, destruíram as pescas, industria, agricultura e tudo o mais que desse sustentabilidade ao país, pagando aos políticos traidores que obedeceram, depois Portugal começou a viver de dinheiro alheio para comprar tudo ao estrangeiro, pois nada produzia, o esperado aconteceu, para além de consumidores dependentes dos países ricos da UE, somos agora escravos e clientes do BCE. Genial um banco conseguiu arranjar 10 milhões de clientes sem grande esforço, a UE conseguiu arranjar clientes para os seus produtos, e ainda conseguiu anular a concorrência pagando para os portugueses não produzirem.
      O mesmo foi feito na Grécia... talvez na Irlanda, basta haver políticos burros no poder e traidores, que não tenham a mínima visão ou a minima moral.

      Eliminar
    2. Não é preciso a anarquia, nem é preciso pertencer a nenhum regime ou corrente politica para se fazer o que é preciso, basta ser lógico, justo e informado, não é preciso ser comunista, ou anarquista, ou qualquer outro "ista".... basta perceber que estamos a ser roubados e enganados e parar com isso, Para começar esta luta bastava que os portugueses deixassem de ser ignorantes, conhecessem o que compilo no meu blog, e deixassem de votar em corruptos. Depois era exigir respeito, competência, justiça e lealdade.
      Se milhões de portugueses desconhecem o que compilo no meu blog e o que está disperso nas noticias, jamais teremos forças e união suficiente para acabar com isto.

      Eliminar
    3. apoiado. E uma forma de ser activo com esforço pequeno ,é reenviar os posts aqui do apodrestuga aos conhecidos. Se reenviarem e usando o separador Bcc mantêm o anonimato de todos,que pode ser apreciado.

      Eliminar