20 janeiro, 2013

Interessante comunicado das forças armadas... haja união...


Até as forças armadas reconhecem; 
Que o governo não cumpre as promessas... 
Que o governo mente... 
Que o governo manipula... 
Que o governo dá o dito por não dito... 
Que o governo impinge falsas expectativas... 
Que o governo é injusto... e escolhe deliberadamente os mais pobres e mais fracos para sacrificar
Que o governo protege os mais ricos e permite que fiquem cada vez mais ricos...
Que o governo insiste em sacrificar quem trabalha. 

"COMUNICADO
(2012 SET 14)
ASSUNTO: INICIATIVAS CÍVICAS
Aproximando-se a realização de iniciativas de carácter cívico, reflexo das medidas anunciadas e expressão de um irrecusável mal-estar transversal a toda a sociedade, como comprovadamente atestam declarações  de eminentes personalidades dos diferentes quadrantes políticos e sociais, vimos, por este meio, manifestar a nossa calorosa  solidariedade  a todos os  portugueses que sofrem o peso dos enormes sacrifícios que lhes foram impostos, relembrando que já o fizemos no passado ano de 2011.
Porque, antes de mais, somos cidadãos sujeitos às mesmas injustas e iníquas medidas, tomadas por aqueles
que constitucionalmente estão obrigados a zelar pelo bem comum, a pretexto da reparação de situações em que os penalizados não tiveram qualquer responsabilidade e de que outros foram certamente beneficiários.
E, porque ser cidadão não se resume apenas à circunstância de estar em sociedade, uma vez que é necessário também participar de algum modo na sua transformação, solidarizamo-nos com todas as iniciativas que, no exercício de um direito de cidadania, afirmem a recusa face a práticas injustas sempre apresentadas sob a capa de nobres objetivos, reiteradamente utilizadas para:

Enganando e brandindo o medo, apresentar promessas que não se cumprem, como de resto e cada vez mais, insuspeitos concidadãos vão reconhecendo;
 Justificar soluções sistematicamente penalizadoras, ancoradas na repetida afirmação de que as opções são de irrecusável responsabilidade, quando os factos invariavelmente demonstram o contrário;
 Repetir, uma vez mais, o enganoso anúncio de que, aplicados que sejam sacrifícios impostos, a solução está logo ali à frente e, logo de seguida, darem o dito por não dito e, em doses redobradas, penalizarem sempre os mesmos, enquanto outros, cá ou noutras paragens, vão acumulando riqueza sem limite, assim retirada a quem não tem outro bem que não seja essencialmente a remuneração resultante do  seu trabalho.
Num momento como este, por todos reconhecido como de extrema gravidade e em que as tensões sociais
poderão culminar em justos protestos e outras manifestações de cidadania e indignação constitucionalmente
consentidas, importa ainda afirmar que a Associação de Oficiais das Forças Armadas reitera aqui o firme propósito de que, no que de si depender, os militares não serão, nunca,  como a Constituição obriga,  instrumento de repressão sobre os seus concidadãos que um dia juraram defender, na senda, aliás, de afirmações que no mesmo sentido foram proferidas por Sua Excelência o Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas."                                                  
O Presidente
Manuel Martins Pereira Cracel
Coronel TPAA  Fonte

Um comentário, interessante, deixado no blog... 
A pirâmide de ladroagem que ocupa o poder tem, na sua base, advogados bem pagos - directamente pela RTP1 e 2 e indirectamente (através da compra de publicidade "institucional") na SIC e na TVI - que, para apoiarem o essencial do roubo, fingem criticar o poder aqui e ali.
O teatro continua no parlamento, onde perante as câmaras os deputados se gritam e esganam mas, ao almoço - perante o faisão e a reserva do esporão, por nós pagos - contam anedotas, trocam inconfidências, combinam jantaradas e potenciam saborosos favores à sobremesa.
Mas a obra-prima da fantochada democrática continua a estar nas MENTIRAS ELEITORAIS IMPUNES.
Se não os obrigarmos a considerar CRIME a falsa promessa eleitoral, punível com prisão, continuaremos a assistir ao despurado déjà vu, mas bem mais cínico e criminoso onde, de novo, se misturarão os aplausos de cordeiros e de lobos. Fonte



24 comentários :

  1. Sou extremamente céptico a estes comunicados. Sem acções concretas que evidenciem a solidariedade das Forças Armadas para com os cidadãos e a condenação dos roubos e das ilegalidades praticadas pelos gatunos que nos desgovernam, tudo o que leio é - Dêem-nos um aumento para continuarmos calados e quietos - tal qual aconteceu com a policia e como acontece com os magistrados.
    O poder corrupto precisa de cães de guarda, de sabujos, e a magistratura, a policia e as forças armadas são a protecção dos criminosos que a coberto do Estado e da Lei continuam a praticar os seus crimes com o apoio de instituições que nos deviam salvaguardar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
      A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
      Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
      Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
      A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
      MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK
      http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

      Eliminar
  2. Se fosse possível acredito que as F.A. já tivessem intervido em defesa dos cidadãos que estão a ser desumanamente sacrificados. Creio que as FA estão manietadas, pois se interviessem, poderíam abrir um precedente muito grave no seio da UE.

    Por outro lado, seria muito mau se as forças armadas estivessem ao lado destes politicos sem escrupulos. Só nos faltava mais essa, mas ao que parece, tudo é possível neste miserável país!!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade que sim. A única esperança seria um conluio com forças armadas de outros países da UE.
      Porque se a UE fosse uma coisa séria, já há muito que teriam obrigado os nossos corruptos a entrar na linha.

      Não querem saber de nada.

      A UE em si e como está não agrada a 20% da população europeia.

      Por isso a Legião francesa em vez acatar a ordem de bombardear países africanos deviam invadir Paris e restituir a republica francesa aos franceses. Os ingleses, espanhóis, gregos, italianos e até alemães deviam fazer o mesmo. Derrubar o sistema podre dominado por barões da banca.
      Que moralizador pode ser para um soldado em defender interesses da banca?

      É que se houver um derrube de um governo nesta falsa democracia os outros ainda nos vão castigar mais, em vez de ajudar.



      Eliminar
    2. Não podia estar mais de acordo.Os europeus são enganados e virados uns contra os outros desde o século xix(as guerras criadas a partir de ideologias financiadas de fora da Europa provam-no)e mais facilmente entram em guerra por linhas no mapa do que por seus reais interesses comuns.Infelizmente é fácil controlar as instituições militares(e políticas etc)devido a terem uma piramide hierárquica a qual é dominada(em grande parte)pelos grande interesses privados.Em 1926 tivemos talvez a ultima verdadeira revolução militar pois não estavamos dentro de organizações como a UE e a Nato etc.

      Eliminar

  3. http://rt.com/news/oxfam-report-global-inequality-357/

    Isto é admissível?

    Não pode.

    Isto não é ser rico! Isto é uma atrocidade.



    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois... uma estupidez inaceitável, a raiz de todo o mal, o dinheiro, torna-se um mal ainda maior, quando nada os detêm, quando possuem dinheiro para lá da "normalidade", sinceramente, acho que devia haver um limite, a partir desse limite o dinheiro de cada bilionário era distribuído para algum fundo útil à humanidade.
      Isto é muito polémico, eu sei, mas por ser polémico, não deve ser evitado. E por favor não venham meter-me já um catálogo em cima da minha opinião... o pensamento é livre, não é um laboratório politico. Por vezes é apenas uma ideia... um sentimento, uma intimidade.

      Eliminar
    2. É polémico apenas para quem ainda se orienta pelo politicamente correto e pelo que fica bem dizer.

      Eu defendo regras que impedissem um empresário de ter mais que X empresas, e esse X seria inferior a 5. Não defendo uma só, porque podia impedir alguns que são excelentes de criar novas empresas e mais emprego, e a realidade de que em Portugal há muitos poucos bons empresários.
      Mas se uma dessas empresas o tornar rico, não vejo problema, mas não se pode permitir o acumular de impérios descomunais numa única pessoa ou grupo.

      E numa economia mais distribuída e a produzir bens, eu defenderia uma redução nos impostos ás empresas, para estas poderem investir e criar mais trabalho.

      Eliminar
    3. Já vais levar com um rol de catálogos e nomes feios... Pedro.
      Em Portugal os nossos políticos defendem o oposto, cada vez mais os pequenos e médios se extinguem para dar lugar ás fortunas dos donos de Portugal. Esta crise é uma verdadeira poda, onde só ficarão de pé os muito ricos e os protegidos.
      Não haverá em breve lugar para empreendedores, e para pessoas poderem viver dos seus pequenos negócios, todos serão absorvidos pelos poderosos gananciosos.

      Eliminar
    4. O EXEMPLAR CASO DO GRUPO SONAE, ASSISTO A PEQUENAS ZONAS COMERCIAIS ONDE EXISTIAM VÁRIOS COMERCIOS QUE VÃO SENDO SUFOCADAS E OCUPADAS PELA SONAE... UM GRUPO QUE DETEM O CONTINENTE, A SPORZONE, A WORTEN, A MODALFA, A WELLS, A AGENCIA DE VIAGENS GEOSTAR, E AINDA HÁ POUCO TEMPO ENCONTREI UM PEQUENO SHOPING QUE SÓ TINHA ESTAS LOJAS.

      OUTRO CASO EXEMPLAR O DO GRUPO PINGO DOCE Os grandes, os ricos, os poderosos, os amigos dos políticos, os donos da economia, somam conquistas.
      Arrebatam todo o mercado em todas as áreas.
      Quem tem poder para se erguer e competir com eles?
      Com os seus milhões?
      Com os seus apoios políticos?
      Com os seus preços?
      Com os seus monopólios conquistados ás custas de uma poda dolorosa de todas as empresas que têm tombado diariamente?
      Quem tem poder ou coragem de competir com os tubarões da economia?
      Quantos minimercados e mercearias, tombaram com a crise? Quantas empresas de construção? Quantas clínicas? A limpeza é eficaz, Passos Coelho não teme a miséria e o desemprego que isso causa, pois ele está está focado num objectivo, toda a economia terá de ficar na mão de um punhado de milionários, que querem ficar mais milionários, e esquecer as pequenas e incomodativas empresas da concorrência.
      * "Maiores fortunas de Portugal cresceram 18% em 2011. Os ricos de Portugal estão mais ricos, segundo a lista das maiores fortunas do País elaborada pela Revista Exame. As fortunas dos 25 mais ricos de Portugal cresceram 17,8% em 2011 face ao ano passado" fonte

      ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2012/12/apenas-possuimos-liberdade-que.html#ixzz2IY9psOLC

      Eliminar
    5. A austeridade infligida, tem vindo a anular a economia, sufoca as empresas, exerce uma função selectiva, onde apenas as que tem fôlego aguentarão o sufoco. Fôlego esse que se mede pela riqueza acumulada, pela dimensão, e pelo proteccionismo do estado.
      O caso do hipermercado Continente, que recentemente se aliou em promoções com a EDP, é outro exemplo... O consumo desceu abruptamente há que arrastar os consumidores que sobram, para as empresas que se pretende que sobrevivam.
      Aparentemente a polémica do Pingo Doce, vem reforçar a ideia de que


      ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2012/05/pingo-doce-chacina-das-pequenas-e.html#ixzz2IYAmQ8vM

      Eliminar
    6. É verdade Zita, e depois ainda vem com a ladainha da competitividade e da inovação. E com a máxima da economia de mercado e da concorrência, quando na verdade eles querem é o contrário.
      E mais, para haver verdadeira concorrência, tem que todos jogar pelas mesmas regras.

      E na realidade o que temos visto claramente é um abaixamento, um nivelamento por baixo, de todo o tipo de produtos que consumimos, uma vez que estes grandes grupos, procuram apenas uma via para a sua badalada competitividade: O Baixo custo. Baixo custo de matéria prima, baixo custo dos salários etc.
      Quer casas, quer carros, quer computadores, e muito mais são hoje produtos de cada vez menor durabilidade, o que também contribui para lhes perpetuar mais o poder económico, visto que as pessoas tem de voltar a comprar-lhe os mesmos com mais frequência.

      A Sonae é um dos tais exemplos. Tem empresas praticamente em todos os ramos da economia e várias até no mesmo ramo.
      Isto é simplesmente inadmissível. E o fanfarrão ainda vai ás TV mandar umas bojardas de vez em quanto e quer dar a entender que se não fosse ele este pais ainda estava na idade média.




      Eliminar
    7. Já repararam que os grandes "empresários" nacionais são os grandes merceeiros? Ou os dos têxteis? Ou os do calçado?

      Porque será que nunca houve por cá, um empresário que lançasse uma marca de automóvel, ou de telemóveis, ou de qualquer coisa capaz de se afirmar internacionalmente e que que não servisse apenas para a satisfação de necessidades básicas da população nacional, como comida ou vestuário?

      As empresas exportadoras nacionais, exploram apenas nichos de mercado, sem grande expressão internacional...

      Os "empresários" nacionais, sempre encostados ao estado (recordo que há muitos anos o Belmiro de uma penada empregou 6 (seis) ex-ministros do PSD, nunca precisaram de enfrentar a concorrência - esmagando a nacional e fugindo da internacional - e empurraram (para não dizer compraram) o estado por forma a legislar para sua protecção, tornando a sobrevivência impossível a quem tentasse incomodá-los.

      No estrangeiro, particularmente na Europa, os estados olham mais para o interesse dos cidadãos do que para o interesse dos governantes e o resultado vê-se...

      Eliminar
    8. Realmente escapou-me essa da competitividade... qual competitividade? Só mesmo a de ver quem consegue pagar menos aos seus empregados, porque a da livre concorrência e a da competitividade dos mercados, sempre foi anulada pela clara incompetência do governo... a Mota engil é outro exemplo de um império construído não pela competitividade mas pela ajuda dos dinheiros públicos e por albergar ex políticos nos quadros.

      Em Portugal não se constroem currículos, acumulam-se influências e poder?
      Em Portugal os cargos top e os mercados estão, há muito tempo, reservados para elites?
      ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2013/01/mercado-de-trabalho-e-mercado.html#ixzz2Ibrrc46y

      O grupo GPS é um império que exemplifica o que os nossos deputados são livres de construir, na maior das impunidades e ás custas do poder que ganharam, das influências que exercem e dos dinheiros públicos que distribuem. Sufocando a livre concorrência e a economia...
      afigura-se cada vez mais claro que são apenas uns poucos que dominam todos os sectores e todas as empresas, em Portugal.
      ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2012/12/portugal-nas-maos-de-um-punhado-de-ex.html#ixzz2Ibsr7Ljm

      Eliminar
  4. Já agora, mais uma boa imagem esta do apelo aos militares e forças da ordem.

    Uma boa ideia seria alguém imprimir uns milhares e ir espalhar pelas esquadras, sedes da PJ, e quartéis das FA e outras forças, para ver se começam a abrir os olhos.

    ResponderEliminar
  5. Apoio da polícia aos trabalhadores?
    Em 2012, este goveno de boas pessoas, já os aumentou em 10,8%...

    Apoio dos militares aos trabalhadores?
    Derrubando o governo?

    E que tal um boicote às exportações de Portugal pelo resto da UE? Só para Espanha seguem 60% delas...
    O golpe durava 6 meses, já contando com a demora das decisões de Bruxelas...

    Sejamos capazes de produzir propostas políticas e sociais eficazes para travar a roubalheira institucional e deixemos o apelo ao golpe pelas armas.

    Na prática estamos apenas a apoiar reivindicações salariais de polícias e militares!


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Numa época de crise profunda e de cortes salariais, eis que surge uma classe estratégica, que até recebe aumentos. Ninguém acha estranho.
      - "Forças de segurança vão receber um aumento de 10,8% OE 2013. Miguel Macedo garante aumento na ordem dos 10,8% para PSP, GNR e SEF O ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, disse hoje que as forças e serviços de segurança vão receber, em conjunto, um aumento de 10,8 por cento em 2013."

      - "Portugal é o terceiro país da Zona Euro com mais polícias. Portugal está na frente do pelotão europeu em duas vias: despesa pública com segurança e ordem pública e número de polícias por habitante. No primeiro caso, o Estado português é apenas ultrapassado pelo eslovaco na dimensão dos seus gastos nesta área, com 2,4% do seu Produto Interno Bruto (PIB) aí alocado, o que compara com 1,8% na média da Zona Euro."
      - "A despesa de Portugal com Defesa é superior à média da Zona Euro ultrapassando-a no pagamento de salários e nos consumos intermédios."
      ARTIGO COMPLETO:
      http://apodrecetuga.blogspot.com/2012/11/portugueses-querem-salvar-o-mundo.html#ixzz2IYyNAkik

      Eliminar
  6. Americo

    Não há duvida, aqui todos tem razão quanto aos lamentos e desabafos,mas para se ser diferente dos demais, tem de se destacar dos malfeitores, assim como não se pode mudar a corrupção num estalar de dedos, o mesmo é possível através da nossa mudança pessoal interna, e essa sim fará toda a diferença na comunidade, pois só através do conhecimento levado há sabedoria e não há razão da caixinha dos pensamentos, poderemos dizer coisas com cabeça tronco e membros sem as imagens do nosso próprio espelho, pois ele não gosta do que reconhece em si!... Assim,homens e mulheres de boa vontade despertem para a realidade e não continuem no mundo da fantasia, pois eles sabem que nós não vemos um palmo á frente dos nossos olhos, por isso fazem o que querem de nós, pois simplesmente não passamos de ignorantes para eles, sei que não é fácil admitir isto mas é a realidade infelizmente.Por isso tentem começar a questionar tudo o que vem, ouvem e sintam, instruam-se fora da caixinha dos pensamentos, essa sim a raiz de todos os males, pois a riqueza está aí para ser usada por todo o mundo e não só pelos nossos controladores, que todos nós até os endeusamos, não será assim??? Muito mais poderia vos dizer, mas mais uma vez há realidades existenciais que a nossa razão não consegue ver, assim peço-vos que mudem o vossa linha de rumo em todas as dimensões e aí sim passaram a fazer a diferença na nossa comunidade, bem hajam....

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Caro amigo:

      As alterações positivas provocadas por nós, ao nosso interior, não devem ser no sentido de sermos cada vez mais indiferentes, insensíveis e "carne para canhão".

      Tal será criar uma espécie subhumana de novos escravos trabalhando para um mundo financeiro globalizado sem sombra de dignidade, honra ou futuro.

      A históriada espécie humana aponta noutros sentidos.
      Sejamos dignos deles!

      Eliminar
    2. Ilustre amigo:
      obrigado pelo seu comentário, que muito respeito, mas na boa verdade,quem somos nós,o que estamos aqui a fazer e para onde vamos,será que a espécie humana sabe? tenho dúvida absoluta, mas eles sabem quem somos pois foram eles que nos transformaram em sub-humanos,por isso cabe-nos a nós despertar, não há outra forma, senão continuaremos alienados para sempre e culpando tudo e todos, quando na verdade cabe a nós próprios passar de controlados a despertados, aí sim a raça humana se transformará condignamente.
      Sejamos dignos da nossa consciência humana!!

      Eliminar
  7. Não contem com a PSP para nada. São a guarda pretoriana destes ladrões, por isso lhes vão dar um rebuçado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. não conto não, basta ver os benefícios que lhes são dados pelo governo...
      mas é sempre bom divulgar mais um grupo que reconhece as qualidades de quem nos governa.

      Eliminar
  8. Plenamente de acordo com as críticas desses militares.Completo-as afirmando que as nossas FA são um dos maiores antros de corrupção do país e tiveram um papel vergonhoso na História recente da nação.Apenas comparável aos escroques que encabeçavam os partidos políticos que nos deixaram na penúria e no descrédito internacional.

    ResponderEliminar
  9. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
    A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
    Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
    Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
    A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
    MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK
    http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

    ResponderEliminar