14 março, 2013

E VIVAM AS CÂMARAS MUNICIPAIS E OS BOYS



VIRA O DISCO E TOCA O MESMO
 BOYS DO PS, PSD, CDS.
"Northcote Parkinson nomeou assim a lei que leva o seu nome, ao ter observado que  à medida que a Grã-Bretanha perdia as colónias, uma atrás da outra, os efectivos do departamento das Colónias do ministério da Marinha,  aumentavam.
Se Parkinson vivesse em Portugal teria acesso a um vastíssimo campo de observação que viria comprovar a sua teoria...  a começar pela câmara municipal da capital do país.
De facto, à medida que a população da cidade vai diminuindo há meio século a população dos funcionários da câmara vem aumentando a um ritmo ainda mais rápido até atingir hoje 9.956 funcionários, ou seja 1 por cada 55 residentes e o dobro de Madrid ou Barcelona, parqueados em cerca de 300 departamentos e divisões. Entre esses funcionários encontram-se (1):
  1. 330 arquitectos
  2. 101 assistentes sociais
  3. 73 psicólogos
  4. 104 sociólogos
  5. 146 licenciados em marketing
  6. 260 engenheiros civis
  7. 156 historiadores
  8. 303 juristas, cujo serviço se supõe que deve ser dar parecer sobre os pareceres que a CML encomenda a gabinetes de advocacia privados.
(1) Segundo uma informação que recebi por email de um amigo, que parece plausível quando confrontada com o «Mapa de Pessoal do Município de Lisboa». Este mapa proporciona uma leitura muito instrutiva e permite acrescentar àquela lista mais as seguintes especialidades:
  1. 170 licenciados em Economia, Gestão e Finanças
  2. 30 engenheiros agrários e agrónomos
  3. 12 engenheiros químicos
  4. 54 técnicos superiores de línguas e literatura
  5. 17 médicos veterinários  fonte
Não se podem baixar imposto porque têm que se pagar os salários dos sociólogos (104 para quê? e para que servem?) 330 arquitetos (para quê se quando é preciso um, contratam um gabinete de arquitectos privado?)
Mais despesas... 
"Acusados de terem lesado a autarquia lisboeta em 13 milhões, Eduarda Napoleão e Carmona Rodrigues têm os seus advogados pagos ao abrigo do estatuto dos eleitos locais, apesar de parecer da PGR.
A Câmara de Lisboa está desde 2007 a pagar os encargos relacionados com a defesa judicial do seu antigo presidente Carmona Rodrigues e da ex-vereadora Eduarda Napoleão, acusados, juntamente com os restantes arguidos do caso da permuta Parque Mayer/Feira Popular, de terem lesado a autarquia em pelo menos 13 milhões de euros.
A decisão tem por base o estatuto dos eleitos locais, segundo a qual "constituem encargos a suportar pelas autarquias as despesas provenientes de processos judiciais em que os eleitos locais sejam parte". A lei pressupõe, no entanto, duas condições para que o reembolso das custas e despesas com advogados possa ser feito: que os processos estejam relacionados com as funções desempenhadas pelos autarcas e, ao mesmo tempo, que "não se prove dolo ou negligência" da sua parte. (...)
Câmara não fala
(...)A lei não impõe limites aos gastos das câmaras decorrentes desta obrigação legal.
A Câmara de Lisboa decidiu pagar os honorários destes advogados logo em 2007, após a queda do executivo motivada pela constituição destes autarcas como arguidos. A deliberação foi tomada por unanimidade pela comissão administrativa composta por vereadores do PS e do PSD que governou o município até à realização de novas eleições.  artigo completo 

Mais despesas... 
"A Câmara de Lisboa andou a promover um concerto gratuito a 5 de Outubro com Mariza no Martim Moniz. A entrada era grátis, mas convém relembrar que teve um custo à autarquia de pelo menos 28 mil euros.
O concerto do 10 de Junho, com Sérgio Godinho, também gratuito, custou 47 mil euros.
Estes são dois exemplos avulsos. Basta ir ao portal Base e pesquisar por EGEAC e irá deparar-se com uma lista de gastos que parece não ter fim.

Mapa interactivo que lhe  mostra quantos funcionários trabalham na sua autarquia. Quantos funcionários existem por cada autarquia?




11 comentários :

  1. Um bom tema...
    Tenho para mim que o descontrolo maior nas despesas correntes do estado desde 1974, foi nas contratações de pessoal pelos municípios.
    Onde está o estudo que aponta o nº de funcionários autárquicos em 1974 e em 2010?

    Não existirá, claro! De facto, quem conheceu os munícipios antes de 1974 sabe que eram estruturas muito comedidas em pessoal.

    Quantos funcionários tinham as câmaras de Lisboa e Porto em 74?
    As competências não são muitos diferentes...

    Eu compreendo que em certas câmaras, se aí não existisse emprego, esse concelho fechava...

    Mas tiveram 38 anos srs. autarcas: 38 anos com dinheiro para planear, projectar um futuro melhor, para investimento sustentável.

    Mas que fizeram os srs durante estes 38 anos?
    Pedicharam auto-estradas e mais auto-estradas aos governos, obras sem utilidade, admitiram como funcionários os amigos do partido e fizeram muitas, muitas, festas...

    E o futuro? Alguém se preocupou que um dia chegaríamos aqui?
    Onde se fomentou o investimento? Onde se apoiou a inovação?

    Apenas quiseram ganhar eleições, a qualquer preço, de 4 em 4 anos.

    A loucura multiplicada 308 vezes deu nisto.
    Não nos podemos esquecer que 48% da dívida pública é da vossa responsabilidade.
    E que recentemente receberam mais 1000 milhões de euros, já com o Passos, graças ao seu apoiante de sempre, o Ruas de Viseu.

    Agora que vêm aí eleições, andam a fazer obras, que não fizeram em 3 anos, na lufa-lufa do costume para ganhar votos...

    Contem com o voto dos idiotas do costume. O meu vai para o partido com menos votos nas últimas autárquicas...






    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esqueceu-se de mencionar os grandes gastos que foram feitos em fraudulentos negócios com imobiliario e toda a mafiosice (ou mafiozisse??) que isso implica envolvendo, nomeadamente, construtores civis e autarquias. Acredite que estamos a falar seguramente em milhares de milhões de euros do erario público consumido por esses gatunos em esquemas muito bem elaborados sem deixarem rasto plausível para inversão através de análise jurídica.
      .
      Para isso servem as leis vigentes, criteriosa e cautelosamente calculadas para os mais ''variados fins''
      Dúvidas.....????!!!!!.
      ,

      Eliminar
  2. Artigo pertinente, mas mais grave do que o excesso de funcionários, muitos deles verdadeiramente incompetentes, outros pouco sérios, é que os que prestam são mal gratados e postos de parte. Para além deste númrro excessivo, contam-se os boys políticos que geralmente ganham quatro vezes mais do que um técnico normal. Mas ainda pior são os trabalhos dados aos qrquitectos amigos, cada um mais incompetente ou ladrão do que é licito imaginar. Investiguem o caso do projecto do Mercado de Campo de Ourique, ou os desastrosos planos de pormenor do prof. Pedro george, os prejuízos foram mais que muitos não só em termos económicos. Mas ainda mais grave é a ocupação Napoleónica do vereador Manuel Salgado, que pouco a pouco está a tomar conta de toda a CML, onde está o dinheiro. Convém também olhar o seu PDM feito á medida e verdadeiramente criminoso. Vejam também a nova prepotência da pseudo fundação EDP, ainda está a decorrer a discussão pública e já estão apressados a gastarem o nosso dinheiro a comprarem um terreno que foi cedido á ex-crge para a Central Tejo e que desta forma tentam branquear a impossibilidade da mudança de uso. Ridiculo a CML compra para dar a um privado que nos rouba e destrói o nosso património fingindo que nos oferece cultura... Simplesmente hilariante o abuso e prepotência desta gente. Vejam o site da CML e aproveitem esta fase da discussão pública para tentarem defender o que ainda resta.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Depois deste seu comentário tenho que me render a uma evidência, realmente sou muito pequena para conseguir acompanhar tanta podridão. Eu a pensar que já tinha, aqui no blog, compilado quase tudo que há de despesismo e corrupção, neste país minado, e o seu comentário em pouco mais de 7 linhas deixou-me perceber que não chego para as encomendas. São tantos que parece que o chão nos sai dos pés. Já não há onde por os pés sem pisar lixo.

      Tenho centenas de escândalos em stand bye para serem editados, e publicados, e todos os dias um ou outro comentador me traz um novo, o sr trouxe-me muitos e eu fico deprimida... isto é realmente atroz, chocante e desesperante. Eles não param

      Eliminar
    2. Era bom que de vez em quando me oferecessem alguns, com as fontes, e resumindo, mesmo por tópicos , as coisas mais chocantes. Quem se puder disponibilizar que o faça, que eu agradeço e os portugueses também.

      Eliminar
    3. ESTE NÃO REFERIU
      Novo edifício da Policia Judiciária no centro de Lisboa. A segunda tentativa.
      Ora tudo começa assim, o edifício da PJ era para ser construído em Oeiras/Caxias, a obra foi iniciada, provavelmente com os habituais jogos (sujos) de cintura, onde todos ganham rios de dinheiro com os terrenos, as licenças, os PDM, as adjudicações, as indemnizações etc etc. Como
      desvenda Paulo Morais.
      A construtora Teixeira Duarte, (conhecida como a de Isaltino Morais e que esteve envolvida nas parcerias

      ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2012/08/almerindo-marques-e-o-seu-estranho.html#ixzz2NYwF28xw

      Eliminar
  3. Concordo caro anónimo, para além da vergonha e gestão danosa dos recursos da CML, veja-se a anedota da Assembleua que vota de cruz sem perceber ou querer perceber o que se está a fazer, assim como os sindicatos que também fingem que defendem os trabalhadores, mas depois vai-se a ver e é só intenção!

    ResponderEliminar
  4. Oliveira de Azeméis é um caso muito peculiar nos mais variados aspectos. Entre outros casos , destaca-se um negócio duvidoso envolvendo a camara municipal, uma imobiliária e um construtor, com aparente desfecho trágico para o erário público - projeto do centro comercial - Azeméis Gran-Plaza - que, inesperadamente, foi contratualmente acordado. Fonte:Jornal Correio de Azeméis.
    Os contornos deste caso, que se arrasta há já algum tempo, são extremamente duvidosos.

    ResponderEliminar
  5. É só corruptos e ladrões neste desgraçado País. E quando ouvimos uma magistrada do MP dizer publicamente que em Portugal não há corrupção e que não há há políticos corruptos, além da sua total incompetência, também 'comeu' muito e certamente aos milhões, tal como o ex-PGR e o ex-presidente do TC.

    ResponderEliminar
  6. Para a Zita! Faça consultas em: noreply@blogger.com ( nao votem em corruptos, pensem..)

    ResponderEliminar
  7. 330 arquitectos
    101 assistentes sociais
    73 psicólogos
    104 sociólogos
    146 licenciados em marketing
    260 engenheiros civis
    156 historiadores
    303 juristas,

    Dizem quem lá está que até se atrapalham uns aos outros.

    A zita ainda não viu nada, se acha que a coisa está mal, multiplique por dez, há actos de corrupção que já são tomados como uma coisa banal e normal.A coisa anda assim quando se trata de familias, mas quando mete partidos e ordens secretas que controlam partidops partidos, voçê nem sonha, são milhoes.Acha que o PP se cham , partido cristão por acaso, e outras partidos, socialistas???

    O paiss é como um blade roto nao consegue seguir em frente assim.


    Mas o melhor ainda não disse.

    Introduzindo dados economicos num programa de econometria, o resultado é GAME OVER. Não sejam apanhados de supresa.

    Nunca na historia do mundo, um pais se livrou de divida tão Grande, portanto continuar esta farsa é escravizar um povo e colocar em causa gerações, e individuos que ainda não nasceram e que NAO TÊM a culpa desta situação.

    A culpa desta situação é de quem ANDOU A VOTAR SOCRATES, PASSOS E POR AI A FORA.

    Sabe porque é que agora os roubos são às descaradas?

    Porque o tempo está a acabar, e está na hora do salve-se quem puder. E eles já se aperceberam que sendo apanhados a desviar milhões o sistema já está controlado de modo a que eles não passem 25 anos na prisão.

    ResponderEliminar