13 maio, 2012

(Anedota) Portugueses trabalhadores...

anedota governo criminosos
Em Portugal um incêndio num edifício de 4 pisos, fez vários mortos.
Viviam no 1º andar 2 deputados que pereceram queimados.
No 2º piso viviam uma família de políticos, também morreram no fogo.
No 3º piso era a sede de uma loja Maçon, onde se estavam a fazer rituais da maçonaria, também foram vitimados 12 membros.
Uma família de portugueses, empregados do Pingo Doce e empregados em outras empresas, que viviam no 4º andar foram os únicos sobreviventes.
Várias entidades acharam estranho que os sobreviventes tenham sido os que viviam no andar onde era menos provável salvarem-se, e exigiu-se que se investigassem os sobreviventes, por haver suspeita de terem sido eles a cometer o crime, levaram a cabo uma grande investigação policial e dos bombeiros.
Mas o Chefe dos Bombeiros foi muito claro e explícito, na conclusão da investigação:
 - "Os sobreviventes que viviam no 4º andar do edifício sobreviveram, porque tinham ido trabalhar!"

2 comentários :

  1. Bom,entrámos na autocensura.
    Mais uma característica do regime abrilesco,da ditadura do políticamente correcto.
    Nunca me submeterei a esta mediocridade repulsiva.
    Já reescreveram a História e qualquer dia estamos a viver o pesadelo que Orwell descreveu no 1984.
    O único Falcão que respeito,é o de Malta.

    ResponderEliminar
  2. Não Zita, nada disso.
    A anedota original era como a escreveste inicialmente.
    Eu apenas ironizei com aquela cena dos sos_racismo e do traidor josé falcão, que odeia todos os portugueses desde que sejam brancos autóctones.
    As minhas desculpas, pois fui mal entendido.
    Penso que as duas anedotas podem coexistir, pois uma complementa a outra.

    ResponderEliminar