10 maio, 2014

BURLA NOS RESTAURANTES, ESTEJAM ATENTOS AO TOTAL DOS RECIBOS. AJUDEM A TRAVAR MAIS ESTA CHAGA...


BURLA: RESTAURANTES EM PORTUGAL, E NÃO SÓ, APRESENTAM RECIBOS, ONDE O TOTAL NÃO CORRESPONDE AO SOMATÓRIO!!!
A mim, já me aconteceu 2 vezes. A desculpa que o empregado me deu, foi que a máquina se deve ter esquecido de apagar a conta do cliente anterior...
Mas após encontrar este recibo na internet de um cidadão (brasileiro?) a queixar-se do mesmo, percebi que não é erro, mas sim roubo e burla.
Não acreditem na conversa do erro, porque isto é roubo descarado e planeado, e sempre que acontecer peçam o livro de reclamações e guardem o recibo. 
A CONTA NO RESTAURANTE É MAIS UMA FORMA DE ROUBAR.
Devemos conferir a conta e o total. 
Quando vamos a um restaurante, e chega a hora de pagar, muitos nem conferem a conta. Eu confiro e encontro várias vezes coisas a mais. Mas o pior foram os dois casos que apanhei. Mesmo os que conferem a conta, esquecem-se de conferir a soma, apenas reparam se existem coisas a mais e não somam.
Desconheço se actualmente ainda é possível, com as novas máquinas, mas há sempre alguém que descobre uma falha na segurança e por isso tudo é possível, e não se perde nada em estar atento e informado.
recibo serve apenas para explicar a ideia
Os donos de alguns restaurantes, decidiram esconder mais um roubo. Colocam os consumos correctos, mas o somatório oculta um valor que não aparece na lista, mas que a máquina adiciona ao total. 
Este caso da imagem não é nenhum dos meus, mas serve apenas de exemplo, para ajudar a alertar. 
O descaramento deles é grande, chegam a roubar 30, 40, 60 euros. Depende das contas. Por isso esteja atento... não confie nem nas máquinas.
COMPAREM O RESULTADO !
2,90
5,80
33,60
4,50
18,80
18,80
23,00
3,90
--------
111,30
Mas a máquina somou 173,20 !!
Conseguem adulterar a calculadora para ir ao bolso dos distraídos. Basta colocar na memória, um valor que será transmitido à conta final, isto é, se na memória positiva colocarem 50 euros, este valor fica no TOTAL da conta mas não aparece descriminado na lista. Desconheço se os métodos, mas este pode ser um deles.
CONFIRA BEM AS SUAS CONTAS A PARTIR DE HOJE! DENUNCIE E PARTILHE ESTA BURLA.



44 comentários :

  1. podes esclarecer em que país se passa esta cena?
    em Portugal ñ é
    temos por cá tanto com que nos preocupar!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isto passa-se em Portugal apesar de não ter recibos de Portugal para divulgar. Mas passa-se em Portugal o site é português... e já me aconteceu a mim várias vezes por isso decidi ajudar a travar a burla, com a ajuda de todos que divulgarem.

      Eliminar
    2. Voce deve ter um azar do caraças..aconteceu lhe já muitas vezes....os portugueses todos k existem por aí têm se safado bem..opä nao brinque nem assuste as pessoas!!

      Eliminar
    3. a sua incapacidade de ler é semelhante à sua falta de racionalidade. Primeiro porque eu não disse nada do que afirma, segundo como deve calcular já aconteceu a muita gente, mas nem toda a gente tem um blog para contar o que lhe acontece e ajudar alguns ingratos a estar atentos. Mas claro é preciso alguma nobreza de espírito para perceber que estou a tentar ajudar as pessoas, e também é preciso não se ser dono de restaurantes que cometam esta fraude e não gostaram nada que lhe descubram a careca. Por isso divulguem para ajudar quem puderem. Nunca é demais estar atento e não faz mal a ninguém, só aos burlões. ehehehehe
      Peço desculpa aos burlões que venham ler este artigo pelos danos causados. Sei que não gostam mas tb há quem não goste de ser burlado.

      Eliminar
  2. Isso é no Brasil e não em Portugal.Pelo menos o exemplo desse recibo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. POis mas se ler o artigo está lá a explicar que já me aconteceu a mim várias vezes e passa-se em Portugal, o recibo é apenas para mostrar como fazem,

      Eliminar
    2. isto também se passa no resto da europa,pois já me aconteceu na holanda.mas não é só restaurantes,é grandes super mercados,talhos e mais
      Maria Moreira

      Eliminar
  3. "A CONTA NO RESTAURANTE É MAIS UMA NOVA FORMA DE ROUBAR, E SEM PAGAR IMPOSTOS."

    Com os exemplos de corrupção e roubo do dinheiro dos contribuintes que dão no vosso blog, atacam um comerciante que não paga impostos? Não percebi.

    3,90 por um expresso? De certeza que não é em Portugal.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caro isto é um site de cidadania que serve para ajudar os cidadãos a não ser roubados. Obviamnete que divulgo essencialmente corrupção politica, mas nada me impede de ajudar os que queiram ser ajudados a evitar esta burla. Mas o sr é livre de não conferir os seus recibos assim como os outros são livres de ser alertados e ajudar a travar a burla.
      Divulgar corrupção não me impede de passar este alerta. E não é uma questão de fuga aos impostos, se ler o artigo o problema é andarem a enganar as pessoas e eu sou sempre contra isso. Se ler o artigo está lá explicado que o recibo serve apenas de exemplo, se queremos acabar com a corrupção mesmo a dos politicos temos que ser capazes de analisar as coisas e essencialmente não admitir roubos, seja de quem for. É uma questão de ética e de cultura.

      Eliminar
    2. ela generalizou apenas para termos precaução, caso aconteça termos o devido comportamento cívico.Não interessa se são pequenas ou grandes empresa, todos têm de pagar impostos, agora lamentamos a crise e dizendo que a culpa não é nossa quando na verdade os cidadãos são os verdadeiros culpados. Há quem roube milhões das contas públicas e todos sabem os seus nomes e ainda não vi ninguém se manifestar, apenas ouço " só mesmo neste país", se calhar em alguns não acontece porque as pessoas se preocupam pela economia do país e fazem o que está ao seu alcance para protegê-la.

      Eliminar
  4. E agradeço imenso o trabalho que tens e preocupação em mostrar o que se passa de errado no nosso país.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Finalmente... ufa... haja alguém. Realmente é difícil fazer-se coisas pelas pessoas. Mas há sempre alguém que nos apoia e encoraja a continuar. Obrigada

      Eliminar
  5. Paulo Peixoto10 maio, 2014 23:27

    Cara Zita, não penso que alguém lhe esteja a fazer perseguição, mas nesta era em que mal entendidos e teorias da conspiração são o pão nosso de cada dia, teria ficado bem demonstrar com talões de restaurantes portugueses onde lhe tivesse acontecido o que descreveu (mesmo que censurando a identificação dos mesmos, mas onde se visse, inequivocamente, que isto acontece cá).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caro eu sou apenas uma cidadã e faço o que posso, e já faço mais que a maioria. Dedico horas a informar, compilar e organizar textos para informar as pessoas e ajudar a tornar Portugal num país melhor. Não possuo os recibos porque na altura que aconteceu como deve calcular o restaurante não mos deu e por falta de informação desconhecia que era uma burla e acreditei que tinha sido erro.. Não percebo porque razão são as pessoas tão exigentes com quem tenta ajudar e tão moles com quem nos lixa?!!
      Que tenho eu a ganhar com isto? nada
      Que teorias da conspiração tem aqui oculta? Nenhuma, claro porque ninguém anda a dizer que são os restaurantes que causaram a crise ou que querem dominar o mundo!!?
      Se as pessoas quiserem aceitar o alerta, que bom para elas pois sei que é verdade... que aceitem e se salvem de ser burladas, se não quiserem sigam em frente. Não estou aqui a prejudicar ninguém apenas a ajudar. Por isso é como lhe digo, só se consegue ajudar quem quer ser ajudado. Quem não quiser pode esquecer e seguir. Não vejo o drama... realmente é dificil ser-se honesto e generoso neste país... ufa

      Eliminar
  6. Cara Zita
    Descobri por acaso o seu blog.
    Estou completamente de acordo com o que publica ,já divulguei aos meus amigos e
    também imprimi a citação de Victor Hugo e faço a distribuição a todos os meus conhecidos que levam a vida a lamentarem-se e não fazem nada para contrariar o que se passa de mau no nosso pais, já comecei a ter o retorno positivo da divulgação do seu blog.
    Não desista temos de criar uma onda gigante para controlar tudo o que de mau se faz neste pais.
    PARABÉNS E NÃO DESISTA

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada... Caro seguidor, pelas suas palavras de apoio preciosas, obrigada a todos os que apoiam, fazem sugestões, enviam compilações e debatem os temas para mais pessoas compreenderem que aqui não se fazem ideias, aqui opina-se, informa-se e constroem-se pessoas mais atentas e por isso mais cívicas . Mas agradeço principalmente a todos que compreendem o que faço e porque o faço, porque essa tem sido uma das batalhas mais difíceis de travar, explicar ás pessoas que apenas pretendo ajudar, que não tenho partidos apenas procuro justiça e verdade e um país decente para se viver.
      Que não manipulo nada apenas opino sobre os temas que escrevo, é a minha opinião confessada. Aceitam-se todas.
      Porque sei que este país apenas se endireita quando todos formos lúcidos e lutarmos pelo país e não por seitas partidárias. Quando todos formos atentos exigentes e capazes de analisar os factos.
      Não adianta revoltas ( vejam a venezuela) Não adianta pancada ( vejam o Brasil) não adianta guerra ( vejam a Ucrania) apenas a nossa capacidade de sermos cidadãos atentos e vigilantes nos permitira mudar este caos (vejam os países nórdicos) são os países mais cultos, mais cívicos, mais informados que são os menos corruptos.

      Porque não admitem corruptos, porque jamais defendem corruptos, porque exigem justiça mas acima de tudo porque se informam e sabem julgar, analisar e pensar por si e não por partidos.

      Os países que se revoltaram em grande aparato o que é que conseguiram? Partir património do país e do povo, destruir carros estradas, etc e os corruptos continuam lá tranquilos, seguros e sempre no activo sem qualquer entrave ou vergonha.

      Eliminar
  7. Mas ainda há mais. Alem da burla , perguntamos. A que horas abre a maquina e a que horas fecha a maquina. Ainda reclamam estes senhoras que muitos vão fechar. O que muitos deles têm medo é de não poderem fazer os gastos supérfluos com o que roubam.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa não conheço, pode explicar melhor?

      Eliminar
  8. Axo piada...alguem alerta que algo esta errado para evitar alguns disabores e é apedrejádo...é a tal historia do corno manso...continua Portugal, assim vais longe....obrigado pelo alerta Zita Paiva.

    ResponderEliminar
  9. Sr Humberto
    Penso que não entendeu a factura em questão ela pode ser passada em qualquer parte do globo desde que o software seja manipulado, será que Portugal é diferente dos outros países, ou somos todos ingénuos ?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Entendi perfeitamente, trabalho nestes software's e não é qualquer um que os manipula. Neste exemplo se reparar é um subtotal da mesa e não uma factura, coisa que em portugal dado à certificação dos mesmos deixou de ser possível imprimir a não ser quando convertido em factura e os talões têm campos obrigatórios os quais são invioláveis pelo operador/dono do restaurante. Mais se isto se desse nestes software's o SAFT mensal dava erro pois nesse ficheiro(comunicação às finanças todos os meses) vai precisamente o valor das linhas e o valor do documento logo era detectado e indiciado.

      Eliminar
    2. e quando é que esse software foi implementado?

      Eliminar
    3. Pois este srº humberto chega aqui cheio de verdade e de força provavelmente um dono de um restaurante e esquece-se de dizer quando é que esses sistema infalível foi implementado, Porque pode ter sido algo recente e tal como conto no meu caso isto a burla que descrevo já foi há alguns anos. De qualquer forma , eu sei que para esta malta é dificil de perceber isto mas vou explicar na mesma... se forem inteligentes percebem que eu não ganho nada em alertar para este esquema, e os que vem para aqui desacreditar o meu testemunho, ganham e muito, porque muito provavelmente muitos deles são donos ou empregados ou amigos de restaurantes, não há outra explicação para reagirem desta forma a um alerta que deveria gerar gratidão e não estas atitudes.

      Eliminar
    4. A certificação do software de facturação entrou em vigor em janeiro de 2012. Neste momento, todos os documentos emitidos por software tem que ser comunicados às finanças, como certamente saberá. Uma das validações que portal das finanças faz é, entre outras bastante mais complicadas, que o documento está devidamente calculado.
      Todos os "idiotas" que achavam que conseguiam escapar são apanhados sem grande dificuldade. Só no primeiro mês de comunicação de documentos foram 30 mil.
      Eu entendo a sua preocupação e o objectivo deste blog, mas também me parece que os textos que produz deveriam ser devidamente contextualizados, tanto no tempo como no local.
      Este tipo de situações são virtualmente impossíveis em Portugal.
      Concordo também que todos os documentos devem ser conferidos pelo adquirente, seja na restauração seja noutra área qualquer. Por isso se deve exigir o número de contribuinte no documento. Além disso, todas as pessoas deveriam validar os documentos que recebem em http://faturas.portaldasfinancas.gov.pt (independentemente de terem dinheiro para a gasolina do carro que possam ganhar ou não). Uma coisa é um blog a "atirar para o ar" outra coisa é um documento na mão que diz uma coisa e um registo do mesmo documento nas finanças que diz outra. Aí sim, a responsabilidade é directamente nossa.
      Já agora, não trabalho na restauração mas faço software de faturação e sei como ele funciona e como é *impossível* fugir se o número de contribuinte do adquirente for registado. Se quisermos que isto acabe, só depende de nós e da nossa vontade (ou falta dela) para fazer o esforço de dizer um número...

      Eliminar
    5. Portanto apenas quando se pede com nr de contribuinte é que é impossível?
      Portanto é possível?
      Como lhe disse eu tentei apenas alertar, quem quiser que aproveite o alerta, mais não posso fazer, e expliquei porque não tenho os recibos, o que é normal, porque nem eu imaginava que era burla, mas como pode constatar há várias pessoas a confirmar que isto acontece e afinal não é apenas em restaurantes nem apenas em Portugal. Por isso acho que o alerta é importante apesar de eu não ter recibos.

      Eliminar
    6. Não estou a dizer que é possivel. Mas há sempre gente com muita imaginação. Nos produtos que desenvolvo não é possivel.
      Tenho que admitir que, da forma que as finanças desenvolveram o ficheiro e o sistema de certificação, é impossivel alterar um documento. Aquelas "letras estranhas" que aparecem no talão "contém" informação do documento e dos documentos anteriores, portanto, se algum deles for mexido, as finanças sabem logo.
      A casa comercial em causa até pode arranjar uma ferramenta qualquer que lhe permita alterar os valores, mas só os fabricantes são conhecedores das chaves secretas para gerar as "letras", portanto, as finanças saberão imediatamente quando alguém alterar um centimo que seja no valor de um produto ou no total de um documento.

      Eliminar
    7. Ok ainda bem que agora já não é possível, porque pelos vistos há aqui pessoas a queixarem-se de lhes acontecer o mesmo em vários comércios sem ser o da restauração.

      Eliminar
  10. Acrescento, que quem pode alterar estes programas, são as software houses, ou seja quem os produz, e de certeza absoluta que não entrariam neste esquemas só porque um ou outro cliente o queria.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A partir do momento em que a certificação entrou em vigor, a responsabilidade de eventuais problemas que possam ocorrer passa a ser também do fabricante do programa de facturação.
      Não devem haver muitos fabricantes a estarem dispostos a correr o risco de indemnizar o estado e fechar as portas para dar algum a ganhar a um punhado de clientes.
      Esta é a minha opinião enquanto fabricante de software...

      Eliminar
  11. não é só em restaurantes, já aconteceu em hipers

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sr Humberto

      Sou um leigo em informática e conforme lhe pus a questão o sr. de certa forma dá-me razão, pois "não é qualquer um que os manipula" ou " quem pode alterar estes programas são as software house" obrigado pela sua explicação mas como deve calcular vou começar a ficar mais atento às
      respectivas.

      Eliminar
  12. Atualmente em Portugal, se pedir a fatura correta, isso não vai acontecer pois ao comerciante não lhe interessa pagar mais IVA, pois nas faturas vem descriminado quanto você pagou de imposto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim há quem peça factura, de qualquer forma a mim aconteceu-me antes da moda de pedir factura.

      Eliminar
  13. António da Marmita13 maio, 2014 16:21

    Lamentável! Já não bastava o que roubam através da evasão fiscal. Eu acho que tudo deve ser feito para combater a economia paralela. E se a Fatura da Sorte ajudar, tanto melhor. Mas lamento que essa iniciativa não se circunscreva apenas às faturas dos sectores onde existe maior evasão. Ao abranger todas as faturas desde que apresentem NIF, reduzem-se em muito as probabilidades de obter o prémio. E isso poderá não mobilizar os cidadãos na medida do que seria desejável. A Fatura da Sorte devia só incidir na restauração, comércio a retalho, feirantes, aluguer de quartos, cabeleireiros, barbeiros, esteticistas, táxis, oficinas reparações, serviços ao domicílio... É importante que os inspetores andem no terreno e se façam primeiro passar por clientes antes de atuarem. Assim apanham-nos com a "boca na botija"!

    ResponderEliminar
  14. Toda a gente já recebeu uma conta com um café a mais ou com uma garrafa de vinho em vez de meia garrafa ou com uma dose a mais. Eu até já recebi uma conta de uma mesa que não era a minha. Se é propositado ou não, não sei. Mas se as pessoas conferirem as contas, vão detectar o problema. Mesmo que não o detetem, se pedirem número de contribuinte no documento, o vendedor vai pagar o IVA e o IRC referente ao valor que pagaram. Acreditem.
    Há sempre esquemas "marados". Eu sou de Braga e conheço um restaurante que, apesar de ter sempre fila ao almoço e ao jantar, durante alguns anos esteve aberto sem sequer estar registado nas finanças. É claro que, assim que a comunicação de documentos entrou em vigor, foi logo apanhado. É um risco que correm.
    Eu não posso fugir aos impostos, portanto, se todos pagarem, eu sei que vou acabar por pagar menos. Nós só temos que fazer a nossa parte: ajudarmos uns aos outros a garantir que ninguém anda a passear em carros comprados com o dinheiro que devia ir para os nossos impostos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sr António Silva

      Eu como anónimo preocupado e ignorante em informática venho por este meio solicitar-lhe a seguinte questão.
      Se nós dermos o NUMERO de contribuinte a factura fica logo registada,então porque não é atribuído um NUMERO a cada máquina registadora tipo contribuinte a todos os talões que são passados ao cliente que não dá o NUMERO bem como instalar um temporizador para registar o tempo que a caixa fica aberta sem ser utilizado registo?
      Aguardando a sua resposta caso a possa fornecer ,seja de forma simples para que muitos como eu possamos entender obrigado.

      Eliminar
    2. Vamos por partes. A única maneira que vejo de os comerciantes fugirem é não registando as vendas, ou seja, não gravando o documento. Quando o cliente diz que quer o NIF no documento, o comerciante já sabe que não terá outra hipótese senão gravar e imprimir a venda. Neste caso, o comerciante já sabe que terá que comunicar essa venda à AT sob pena de o cliente dizer à AT que tem um documento que o comerciante não declarou (isto é feito na validação dos documentos no site http://faturas.portaldasfinancas.gov.pt). Por isso é importante que as pessoas coloquem o NIF nos documentos.
      Em relação à questão da numeração, todos os documentos são númerados de forma sequêncial no tempo, sem repetições e sem possibilidade de alteração ou manipulação dos documentos após a gravação. Isto acontece sempre, independentemente de ter NIF ou não.
      Em relação aos números nas caixas registadoras, isso é impraticável até porque, estas regras só se aplicam ao software instalado em computadores. Esta é a razão porque as registadoras estão a desaparecer. Há, no entanto, tipos de comunicação específicos que se aplicam aos negócios de muito pequena dimensão.
      Quanto à questão do temporizador na caixa, para além de não existir esse tipo de equipamentos, há muitos negócios em que a caixa nem sequer fecha, da mesma forma que isso impossibilitaria a abertura da caixa, por exemplo, para trocar uma nota para comprar tabaco... Só por curiosidade, a quasitotalidade das lojas do comercio tradicional deixa a caixa aberta durante a noite para deixar claro aos amigos do alheiro que não há lá dinheiro e, com isso, evitar tentações.

      Eliminar
    3. Sr António Silva

      Obrigado pela sua descrição de como funciona o sistema.
      Perante o que escreveu, é sempre possível não registar as vendas pois
      é sintomático no caso de pequenas compras (café) normalmente tendo a caixa aberta recebem o dinheiro e ficamos por ai pois se pedirmos o talão procedem a uma serie operações para me fornecer um documento
      que se não der o nr de contribuinte está escrito no papel como FACTURA SIMPLIFICADA ou então NÃO SERVE COMO FACTURA.
      Quanto ao temporizador ele seria feito de forma de só actuar de forma a ter em conta o horário de funcionamento do estabelecimento e em
      pequenos casos pontuais como trocos para comprar tabaco.
      Mais uma vez agradeço a sua disponibilidade para dar uma informação técnica do sistema.

      Eliminar
    4. "Fatura Simplificada" é o documento legal que veio substituir as vendas a dinheiro e os talões, que deixaram de existir. Tirando casos muito especiais como os recibos de portagem ou de estacionamento, todos os outros documentos que lhe entreguem tem que ser "Fatura", "Fatura Simplificada" ou "Fatura/Recibo".
      Os documentos que dizem "Não serve como fatura" não tem valor legal como, por exemplo, as contas ou "consulta de mesa" que lhe apresentam no restaurante antes de pagar. Mas aproveito para o informar de que essas "contas" ou "consultas de mesa" seguem a mesma regra das faturas e também são certificados. Poderá confirmar isso onde diz "???? - Processado por programa certificado...."

      Eliminar
  15. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  16. Sra Zita Paiva, dada à sua insistência decidi perder mais uns minutos para lhe explicar de um modo muito simples e compreensível.
    1. - Tenho tanto um restaurante como acredito que isto já aconteceu em Portugal.
    2. - Tenho uma empresa de informática e instalo estes software's há mais de 10 anos e a sra tem um blog, Parabéns!
    3. - Tenho formação em Direito Fiscal, área na qual dou aconselhamento e formação.
    4. - Neste post tem quem instala e quem concebe estes software's a tentar explicar todo o processo, razão pela qual devia aproveitar essa informação para tornar o seu blog mais rico em vez de os deitar abaixo ou agir de maneira menos correta para com alguns comentários.
    5. - Se não aceita uma critica ponha-se a dormir não publique um blog.
    6. - Não é em qualquer blog que se tem comentários de fabricantes de software, como no caso do Sr. António João Silva, este teve esse privilégio e a sra. insiste em contrariar todas as explicações, note-se correctíssimas, alegando "um" apenas já me aconteceu.
    6. - É imoral discutir a credibilidade de cada um, só acredita quem quer, e eu não acredito.

    Concluindo se tem postado o mesmo assunto com alguma concisão, nomeadamente através de alguma pesquisa, poupavam-se algumas intervenções menos felizes.

    As minhas desculpas por só agora ter respondido, mas como pode entender tenho mais em que pensar, mas como hoje é Domingo escapa.

    Para um leigo, é essencial contar com ajuda profissional para analisar o que lhe é estranho ou alheio num determinado assunto em que não é perito nem entendido em determinadas questões ou profissões. Fica o conselho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sr Humberto dada a sua insistência continuo a manter a minha teoria e até podia vir o papa dizer que era mentira que eu jamais iria negar algo que me aconteceu e que sei que É VERDADE. Portanto a partir daqui todo o resto dos seus argumentos caem por terra.
      Parabéns por instalar isto há 10 anos e não saber ouvir as várias pessoas que aqui testemunham que existe esta burla ou seja falha que o sr tanto nega.
      Quanto a aproveitar toda a informação que aqui dão, claro que a aproveito por isso está aqui à vista de toda a gente. Por isso não sei porque diz que não aproveito.
      Quanto a agir de maneira menos correcta com alguns comentários é impressão sua, fui educada consigo, não posso é negar aquilo que me aconteceu...lamento.
      Mesmo o sr António Silva, não lhe disse não lhe disse nada ofensivo apenas lhe disse e mantenho que ma aconteceu e mais comentadores partilharam que lhes aconteceu.
      Pois não é qualquer blog que tem comentadores de fabricantes de software, e agradeço ao sr António o contributo pelo menos ele não chegou aqui todo cheio de si a chamar-me mentirosa ou a insultar todos os que estão a partilhar experiencias.

      Quanto a não aceitar criticas é impressão sua, pois todo o blog está cheio de criticas... aceito criticas construtivas e que respeitem a verdade,,, agora como deve calcular não posso aceitar uma critica que quer garantir que eu sou mentirosa... porque não é essa a verdade.
      Lamento... Aliás uma pessoa que tem tantas certezas que o sistema não falha, como é o caso do sr Humberto, para mim é que é suspeito, até porque o sr António Silva , fabricante de software, tem a capacidade de assumir que pode haver formas de acontecer.


      Hoje em dia até a Nasa a CIA e outras forças mundiais secretas, são violadas, e hackeadas, mas o software de restaurantes DE PORTUGAL, é infalível???? Pronto ok eu até acreditava se não tivesse visto... mas fique na sua...
      Eu aproveito a informação do sr António Silva, e o srº já pensou aproveitar a minha?? E a dos outros que aqui confirmam?

      QUANTO À SUA ULTIMA FRASE !"""" É imoral discutir a credibilidade de cada um, só acredita quem quer, e eu não acredito."""

      Isto foi o que o srº disse e eu sublinho ... eu nunca coloquei em causa a sua credibilidade mas sim a das máquinas e dos restaurantes, já o sr sim está a ser imoral ao insistir em colocar em causa a minha credibilidade e a dos outros que aqui testemunham os seus casos.
      A concisão é o meu TESTEMUNHO PESSOAL NO QUAL CONFIO 100% porque eu vi, não estou a dizer que confio numa máquina ou software, confio no que vi e assisti. Para um profissional o testemunho de um cliente deveria ser aproveitado... Fica o conselho.

      Eliminar