25 novembro, 2012

Manifestações contra a corrupção, em crise...

Miguel Esteves Cardoso gay citaçãoBoa anedota de Miguel Esteves Cardoso
Dá que pensar

«Na Europa, cada manifestação "do orgulho Gay" contou, em média, com 100.000 pessoas. Cada manifestação Contra a Corrupção teve, em média, cerca de 2.500 pessoas ! 
Estatisticamente, fica provado que há mais gente a lutar pelo direito de levar no rabo, do que lutar para não ser enrabado.»

13 comentários :

  1. De facto... não se percebe se os portugueses ainda não perceberam que todos os males do nosso país são a corrupção e o assalto aos cofres públicos por parte dos políticos que nos têm governado nas ultimas décadas e que se têm intensificado nos últimos anos, ou se os portugueses apesar de já saberem isso, se estão a burrifar para o problema.

    De qualquer modo, eu acho que as sondagens já devem estar a ser falsificadas. É difícil acreditar que no estado em que o país se encontra e estando à vista de toda a gente a forma como somos roubados diariamente este povo estúpido continue a querer votar nos mesmos ladrões (PS,PSD e CDS) do costume, que já estão a passar de simples ladrões a assassinos, com os cortes no estado social, e com os suicídios que estão a provocar, para eles não reduzirem nos roubos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é incrivel--- e parece um pesadelo, mas é a pura verdade.
      As seitas funcionam assim , são cegas, e fieis aos seus manipuladores, mesmo quando estes lhes ordenam para cometer suicidio colectivo.

      Quanto mais ignorante é um povo, mais acredita e mais sente necessidade de acreditar.
      As pessoas não conseguem ver a verdade, apenas querem manter o seu partido/ seita no governo. Sentem-se vitoriosas por isso, mesmo que depois passem fome, por isso.
      É sempre fácil culpar tudo e desculpar a seita que nos cega.
      A culpa é da Merkel, da Troika, do Cavaco, da crise mundial, dos partidos que não sejam os deles... enfim uma cambada incapaz de se defender dos larápios que elege.

      Eliminar
    2. Acredite que não é falsificação...

      Vai ter muitas pessoas que não vão votar ou vão votar em branco.

      As pessoas que vão votar ou estão filiadas no partido, ou são os familiares e amigos mais próximos das pessoas filiadas nos partidos, ou pessoas que têm interesses dentro dos próprios partidos.

      E finalmente, tem as pessoas limitadas que pensam que votando na oposição ao Governo que os resultados serão diferentes...

      Mas já temos novo fait divert, os sujeitos que "roubaram" 13 milhões de euros nos CTT. Uma ninharia tendo em conta os milhares de milhões que outros já rapinaram. Sei que tem de se pegar em toda a corrupção...mas o esforço que canalizam para esse processo (no qual duvido que consigam reaver esses ditos 13 milhões) poderia e deveriam canalizar para as PPP...

      Eliminar
  2. Um boa saída para Portugal era o Paulo Morais formar um partido politico para as próximas legislativas (Se não o matarem entretanto). Um governo de anti-corruptos que legislasse contra a corrupção e prendesse uns quantos ladrões era a única forma pôr esta roubalheira nos eixos.

    Eu estou a pensar fazer essa sugestão no meu blog e no meu facebook, mas o meu blog e o meu facebook têm pouca visibilidade. Não queres pensar comigo numa forma de lançarmos essa ideia ou de formar um movimento nesse sentido?

    Enquanto formos nós a ficarmos devedores do dinheiro que nos vão roubando todos os dias, os resgates nunca mais vão parar como na Grécia, e os nossos netos vão andar a pagar isto para o resto das vidas deles.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Paulo Morais, chegando ao poder e estando à mercê dos Rothchilds e dos Morgans, vai-se tornar um deles. Ou então é destronado rapidamente... O problema é inerente ao sistema, não tem propriamente a ver com as pessoas que lá estão.

      Enquanto as pessoas olharem para os créditos bancários como alternativas para "evoluir", o circo continua...e não te esqueças do genocídio em massa que já começou a ser cozinhado pela Monsanto e pela indústria farmacêutica. Podemos fazer o barulho que quisermos mas o povo está mal nutrido, não tem a energia necessária e, por conseguinte, a vontade, o ímpeto para mudar, para dar a volta ao país.

      Estamos doentes e como zombies (qual "The Walking Dead") iremos seguir a democracia pela ravina abaixo...

      Eliminar
    2. Não chega chegar um Paulo Morais e governar.
      A coisa tem e ser mais ou menos assim:

      Um grupo de resistentes organiza-se clandestinamente.
      Convida para as suas fileiras militares patriotas descontentes com o esgoto que vem á volta.
      Em sessões secretas combinam acções de guerrilha.
      A guerrilha tem de ser bem clara e saber identificar bem o inimigo.
      O inimigo são os oligarcas da banca, os maçons, os políticos e tachistas em geral, mais os abutres das PPP e ex-ministros, escumalha autarquica e alguns comentadores políticos favoráveis a este regime ditatorial.
      A missão desta guerrilha é atingir "fisicamente" o inimigo referido atrás.
      Não há outra opção senão encarar isto como uma guerra. E é uma guerra assimétrica, logo nós os resistentes, temos de adoptar estratégias de guerrilha e de terror(contra o inimigo).

      Depois de um rombo forte no inimigo, e estas forças da liberdade conseguirem diminuir as ratazanas, só ai poderíamos chamar o Paulo Morais, o Medina, O Caiado Guerreiro e mais alguns que ainda tem alguma alma e alguma dignidade.


      Eliminar
    3. Olá Zita

      Jasus... não tinha conhecimento desses ataques. Os roubos são enormes, há muito dinheiro em jogo, e estes ladrões têm muito poder económico, e não estão mesmo para largar o osso. É perigoso porque também não têm escrúpulos, e claro porque estão acima da lei.

      Eu tenho pouco tempo para dedicar ao meu blog de politica, para além de fazer muitas outras coisas, tenho mais 3 blogs de outros temas. Mas tal como tu, não consigo ficar calado a ver tanta injustiça e tanta passividade deste povo. Antes de conhecer o teu blog, também denunciava casos de corrupção, mas depois de ver o teu blog que é rico nessas denuncias, fiz um link para o teu blog comecei a escrever mais artigos de opinião, e vou começar a radicalizar o discurso para ver se esta gente acorda.

      Confesso que o teu blog retirou-me a pica para denunciar no meu, já que o fazes melhor em todos os aspectos. Mas como não é o protagonismo que me interessa, mas sim que muita gente tenha conhecimento dos roubos e da corrupção, fico contente por haver um blog que cumpre essa função de forma tão eficaz. Denuncias muitos casos de corrupção, bem fundamentados e com uma visibilidade enorme.

      Não sabia dessas tuas tentativas de contacto com Paulo Morais. Mas acho piada ter tido a mesma ideia que tu tiveste. Eu conheço este teu blog há relativamente pouco tempo (desde que me tornei seguidor), e ainda nem o consegui ler todo. Mas vou lendo quase todos os dias.

      Parabéns pelo teu blog, agradeço-te este serviço publico em meu nome e em nome de todos os portugueses explorados. Não desistas, embora às vezes pareça um esforço inglório, acaba por dar os seus frutos. Obrigado.

      Eliminar
    4. Olá Pedro Lopes

      Embora pense que se Paulo Morais fosse primeiro-ministro e se rodeasse de ministros com vontade de mudar as leis e acabar com a corrupção no país fosse possível pelas vias legais e democráticas acabar com a corrupção, a solução mais radical que apresentas também não me repugna nada.

      No fundo estamos numa guerra sem tréguas nem compaixões em que vale tudo incluindo matar. O povo tem sido massacrado e assassinado sem dó nem piedade, e já se justifica em Portugal a formação de um grupo terrorista que defenda o povo. O exercito também era uma boa hipótese, mas como estão bem alimentados, enquanto não lhes entrarem nos bolsos seriamente, não vão reagir.

      Como costumo escrever em português no fim de alguns dos meus textos... When injustice becomes law, rebellion becomes duty!

      Eliminar
    5. Assokapa,

      Eu se calhar não me expliquei bem. Eu não acredito que o exercito em peso venha fazer uma revolução e tentar derrubar esta ditadura. O que acho que podia e devia acontecer era alguns militares mais indignados, formarem entre eles células de resistência, aos quais outras pessoas poderiam aderir. E refiro militares sim, porque estes tem acesso a armas e informações, o que é importante numa luta desigual.
      Caso se consumasse um golpe, estes grupos de resistência convidariam gente com a craveira do Paulo Morais e outros para formar ou ajudar a formar um governo de salvação e restauração da independência. Aqui o termo "independência" não me refiro apenas ao significado clássico de independência face a forças de fora, mas independência face aos gangs de gatunos internos e também externos.

      Eliminar
  3. Olá maiq

    Eu acredito que haja pessoas incorruptíveis, e acredito que Paulo Morais seja uma dessas pessoas. Eu sei que o sistema está podre, mas também acredito que as pessoas que possam lá estar podem ir mudando o sistema.

    O genocídio em massa pela industria farmacêutica já começou há muito. O cancro e outras doenças são exemplos disso. As empresas farmacêuticas que criam e introduzem na nossa alimentação produtos químicos cancerígenos, são as mesmas que vendem o tratamento para essas doenças. Infelizmente é um negócio prospero, seguro e permitido por lei.

    E sim, já deu para perceber que o povo já está tão estupidificado e tão martirizado que já não tem forma de reagir. Mas penso que devemos continuar a tentar acordar o povo publicando e divulgando a corrupção e os roubos da forma mais chocante que o consigamos fazer, como tão bem faz este blog.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Paulo Morais é incorruptivel, já deu provas disso quando trabalhou na camara do Porto e em vez de ajudar os corruptos denuncio-os. Abriu mais de 30 queixas, travou desvios de cerca de 600 milhões de euros. No entanto ele reconhece que teve que sair, e que todos os projectos corruptos que ele não aprovou e mesmo os que denunciou, foram mais tarde aprovados por outros.
      Além do mais eles possuem formas de fazer as pessoas desistir, com ameaças à vida privada e devassa da privacidade... para isso sustentamos seis secretas...
      Que funcionam contra o estado e o povo.

      o ponto 7 deste artigo - http://apodrecetuga.blogspot.com/2012/07/corrupcao-descarada-do-presidente-da.html

      Eliminar
    2. """... divulgando a corrupção e os roubos da forma mais chocante que o consigamos fazer, como tão bem faz este blog.""
      Obrigado pelo apoio, realmente é isso que tento. Enquanto os media tentam dar as noticias como se fosse algo insignificante, eu exponho a gravidade das noticias.
      É essa mesma a ideia do blog

      Eliminar
    3. O poder sobre outras pessoas e o dinheiro em demasia fazem qualquer um esquecer os seus motivos...já para não falar na chantagem que existe. A mudança não pode começar pela política, primeiro há que mudar coisas mais simples...

      E a violência, como alternativa apetecível e tentadora é exactamente a reacção que a elite espera que o povo tenha, daí os roubos tão descarados, as faltas de nexo nas promessas/decisões.

      Reparem que, já na altura em que o PPCoelho foi eleito, se compraram uns quantos carros anti-motim... Agora o director de informação da RTP demitiu-se por sofrer pressões do governo para mostrar na TV as imagens dos confrontos na manif de 24/11, além dos indivíduos não identificados que estiveram nos estúdios da RTP para recolher imagens que se encontravam por editar e que portanto pertencem unicamente aos jornais.

      A violência está a vir do lado do poder estabelecido, é a polícia à paisana que anda a incitar aos confrontos nas manifs, isso está mais que visto. Seja qual for o grupo que chegue ao poder político pela violência, terá de manter essa postura para não sair de lá. Violência gera violência...

      Uma coisa é lutares pelo que é teu, outra coisa é lutares para tirares a outros algo que, inicialmente, te colocou contra eles.

      Eliminar