25 janeiro, 2013

Aumentar 6 milhões a receita do estado, era possível?

Antes de ler o artigo... retenha-se a citação "Quando alguém aponta para a Lua, os idiotas olham para o dedo." 
Isto porque, muitos irão focar-se apenas em criticar a fonte das afirmações abaixo referidas, outros irão criticar as suas origens, as ligações do passado, os seus partidos, os seus interesses...etc etc, 
Eu peço, encarecidamente para olharem para a LUA... a verdade e apenas isso, e descobrirão que o importante é expor a verdade, venha ela da boca de quem vier... E o que se divulga aqui é verdade.
"O governo protege o capital e isso prejudica a economia e as finanças" seja o papa a dizê-lo, ou o Sócrates, ou a CGTP, não deixa de ser verdade... o que se pretende é divulgar a verdade e não criticar a CGTP, ou defende-la. 

"O secretário-geral da CGTP-IN reiterou que o Governo protege o capital e disse que «grande parte da despesa pública serve para pagar a agiotas e chantagistas, aos mercados e aos consórcios amigos».
Acusando o Governo de «perdão fiscal às grandes empresas», Arménio Carlos disse no discurso que encerrou a marcha de protesto, em frente à escadaria da Assembleia da República, que existe uma «despesa incomportável, parasitária e escandalosa».
«Exigimos que os impostos, pagos pelos trabalhadores e pensionistas, deixem de alimentar a alta finança e os grandes grupos económicos que promovem hoje o assalto e o saque do Estado».
Depois de apresentar soluções para a resolução dos problemas do país, o dirigente da CGTP-IN referiu que taxar o capital permitiria «aumentar em seis milhões de euros a receita do Estado».
«Fingem taxar o capital e até falam em equidade. Mas, quando se comparam as medidas anunciadas, enquanto o povo é chamado a pagar três milhões de euros, pela via do IRS, o capital é protegido», frisou, voltando a afirmar que é necessário «acabar com este Governo e esta política, antes que este Governo e esta política acabem com o país».
«Recuam na TSU, carregam no IRS, sempre em cima dos rendimentos de quem trabalha e produz riqueza» fonte

20 comentários :

  1. A Solução não é taxar o grande capital.
    É acabar com o grande capital. E depois relançar a economia. Mas uma economia real produtiva, e não á base de esquemas manhosos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim haverá muitas sugestões, também concordo, mas esta seria fácil e imediata, aliás em Itália e França, quando tomaram as primeiras medidas de austeridade, foi precisamente na taxação do capital que eles carregaram mais.

      Eliminar

  2. Sejamos justos:
    Esta economia de D. Branca, apesar de toda a porcaria que arrastou consigo, trouxe-nos até aqui.

    Com a ganância dos bancos, a corrupção, os políticos podres (PP, não Paulinho Portas) o facto é que estamos a milhares de Km dos países que, há apenas 50 anos, não tinham estradas, telecomunicações ou casa e comida para a grande maioria.

    Foram 50 anos de desenvolvimento ímpar, para a Humanidade no mundo ocidental.
    Agora será a vez da China, com os seus 1300 milhões, arrecadar algum bem-estar.

    Mas a ocidente - isto para os mais desatentos - graças, também, aos loucos investimentos feitos, está a nascer a designada nanotecnologia.

    O seu potencial é tal que coloca, por exemplo, os computadores, tal como os conhecemos na pré-história.
    Um dos materiais do futuro, o grafeno, terá mais aplicações que o plástico tem hoje em dia. Veja em

    http://es.wikipedia.org/wiki/Grafeno

    Pena é que outro PP (Pedro Passos) esteja mais preocupado em privatizar para amigos do que em projectar o futuro do país, por exemplo, pelo apoio a empresas de investigação e de interesses em materiais neste sector.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Certas tecnologias são muito importantes para a humanidade, mas há aqui um problema grave.
      As tecnologias são criadas por cientistas, técnicos, engenheiros etc, mas depois são controladas financeiramente pelos magnatas do poder económico, que as usam para, por um lado fazer render o peixe, e por outro em algumas tecnologias para nos tentar controlar ainda mais.
      Já andam inclusive a congeminar uma possível implantação de chips nas pessoas para facilitar a sua localização.
      Enquanto não se acabaram com os poderes corruptos, a tecnologia não servirá propriamente para melhorar as nossas condições de vida.

      Eliminar
    2. Subscrevo...

      Se não tem paciência para vídeos de 8 minutos, pelo menos veja a partir do minuto 7, e ouça o que David Icke tem para nos dizer, uma verdade irrefutável, que já há muito devíamos ter visto. Os malfeitores da ganancia, estão a levar os bons, os que representam os pilares da sociedade, para o seu lado, a subverte-los. A grande maioria das populações estará assim abandonada e à mercê do que eles precisam de fazer com elas.

      "Basta olhar para nós. Tudo está ao contrário, está de cabeça para baixo.
      Os médicos destroem a saúde, os advogados destroem a justiça, as universidades destroem o conhecimento, os governos destroem a liberdade, a grande comunicação social destrói a informação e as religiões destroem a espiritualidade". Michael Ellner

      ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2012/12/apenas-possuimos-liberdade-que.html#ixzz2Iza1iOU3

      Eliminar
    3. Caro Pedro Lopes: Tem toda a razão da prespicácia! Seja o que for que se descubra, o capital compra.

      Cara Zita: Tem toda a razão histórica! Esses "grandes homens" - Soares, Cavaco - olham o cidadão como uma unidade de força produtiva indiferenciada. Só vendem ao cidadão a ilusão de um bom futuro, se isso melhorar substancialmente o seu presente.

      Mas a história também nos diz que é no lento, mas sistemático, AUMENTO CULTURAL das massas, suportado pelas grandes descobertas científicas, que o mundo foi melhorando, os sistemas políticos se tornaram mais dependentes do Povo, a qualidade de vida (entendida como disponibilidade de meios de acesso ao bem-estar) tem aumentado.


      Eliminar
  3. Boas,

    Sem pretender retirar eventuais méritos a David Icke importa relembrar o seguinte:

    Um dos problemas com as "teorias" de David Icke reside na sua fundamentação.

    Icke presume que as tecnologias mais avançadas que possuímos resultam do contacto com civilizações ET (não-terrestres) mais avançadas do que nós.

    Também acredita que a família real inglesa pertence a uma espécie reptiliana extra-terreste.

    Cumps.,
    Falso Vate

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desconheço com profundidade o David e essas ridículas teorias... o que eu tento fazer neste blog é divulgar ideias com as quais me identifico e não pessoas. Frases e não pessoas...
      Mas fico grata por mais uma vez acrescentar informação preciosa, Falso Vate.

      Se o david Icke também defende essas teorias , garanto que em nada me identifico com elas, mas identifico-me sim com a teoria de que .... Os malfeitores poderosos da ganancia, estão a levar os que representam os pilares da sociedade (médicos, professores, engenheiros, cientistas), para o seu lado, a subverte-los. A grande maioria das populações estará assim abandonada e à mercê do que eles precisam de fazer com elas.

      "Basta olhar para nós. Tudo está ao contrário, está de cabeça para baixo.
      Os médicos destroem a saúde, os advogados destroem a justiça, as universidades destroem o conhecimento, os governos destroem a liberdade, a grande comunicação social destrói a informação e as religiões destroem a espiritualidade". Michael Ellner
      Ao minuto 1.10, uma ideia esclarecedora - Somos criados como gado. Eles sabem que o ser humano produz mais e procria mais se não viver em cativeiro, e por isso deve criar-se a ideia da falsa liberdade, senão não produzem nem se reproduzem bem.

      ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2012/12/apenas-possuimos-liberdade-que.html#ixzz2J0qkHkSO

      Só isso que conheço do David e é com isso que concordo.

      Por vezes acredito que quando começarmos a conseguir separar as frases, das pessoas; as teorias, dos autores; as ideologias, dos partidos; a verdade, de quem a profere; se conseguirmos separar as coisas, talvez um dia consigamos perceber porque andamos sempre tão enganados tão mal conduzidos... evitando verdades porque são proferidas por alguém que pode ser mentiroso. Contornando bons lideres, porque são de determinado partido, lutando contra a realidade porque quem a mostra foi suspeito, não sei se me estou a fazer entender... mas reparo muito nesse defeito humano....
      Vou dar um exemplo ... Se Mário soares ou Cavaco silva , figuras que não defendo, disserem algo que é verdadeiro, bom para colocar em prática, eficaz, sensato, proactivo... a reacção imediata das pessoas, será analisarem o que é dito sem olhar ao conteúdo mas apenas aos autores. Distorcendo a importancia do que foi dito, sobrevalorizando o que pensam e sentem pelos personagens...
      E jamais sairemos da cepa torta, porque as pessoas fazem isto com tudo, com pessoas, com ideologias, com ideias, etc etc
      Por exemplo se por distracção eu referir algo que se enquadre no fascismo, já serei fascista e condenada a ser rejeitada por todos que abominam o fascismo, ou algo que roce a ditadura, já sou ditadora, ou algo que se assemelhe a anarquia , já sou anarca... e por aí fora...
      As pessoas deveriam compreender que a verdade eou mesmo a solução pode estar na mistura de muitas ideias, na mistura de muitas pessoas, de muitas politicas e numa vontade imensa de todos vencermos os fantasmas que todos criamos e nos impedem de avançar... Parece que estamos paralisados,
      Ah por aí não que é fascismo
      Ah por ali não que é ditadura
      Ah por aí não pq foi o mario soares que mandou
      Ah por ai tb não pq é extrema direita.... enfim
      E andamos nisto a marinar num banho que nem é quente nem é frio, que não resolve nada, só agrava mas que é confortável e paralisante... de modo que ninguém precisa de mudar muito.

      Espero que me tenha explicado bem , era um desabafo que andava aqui a chatear-me e saiu agora...
      Aliás o artigo em cima comece por ter que me defender dessa paralisia das pessoas.

      Eliminar
    2. As pessoas, hoje como ontem, aguardam o "leader salvador", o D. Sebastião...
      Alguém que coloque as "coisas" nos eixos...

      A era cultural, não diz às pessoas que a solução está muito longe dos homens, estará muito mais próximas das regras que se definem na constituição ou nas leis.

      Porque a Europa não coloca numa directiva a taxação de 90% a todas as transacções financeiras com off-shores?

      Porque há quem não queira ver nas constituições europeias o limite de endividamento externo a 60% do PIB, se esse é um compromisso assumido em Maastrich, em nome do euro?

      Porque é que não se quer colocar na constituição a OBRIGATORIEDADE DA JUSTIFICAÇÃO DA ORIGEM DO CAPITAL DETIDO por pessoas e empresas, sempre que os tribunais o decidirem?

      Porque é que existem neste país sociedades anónimas, se elas já foram abolidas em muitas democracias da Europa?

      A luta contra a grande corrupção passa por aqui...



      Eliminar
    3. Subscrevo totalmente as suas palavras Falso Vate. Já tinha visto essa dos ''reptilians'' e deixa muito a desejar quando comparado com o resto do que David Hicke geralmente apresenta.
      Vivemos num mundo estranho, não é verdade?!

      Eliminar
  4. Boas

    Zita (perdoe-me a familiaridade), como sabe leio o seu blog há já algum tempo (mais de um ano).

    Sei que relativamente ao documentário de David Icke pretendeu utilizar apenas a informação pertinente para o tema da corrupção e do conluio políticos-banqueiros.

    O meu comentário pretendeu tão-só alertar para o facto de Icke ser um personagem controverso e eventualmente tal servir de argumento para desacreditar o post de abertura do tópico.

    Continue com o seu árduo e destemido trabalho de alerta de consciências.

    Cumprimentos de um seu leitor atento,

    Falso Vate

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Falso Vate, continuarei enquanto tiver colaboradores como o Falso Vate e outros, que me apoiam e somam conteúdo ás minhas denuncias.

      Eliminar

  5. Ah por aí não que é fascismo
    Ah por ali não que é ditadura
    Ah por aí não pq foi o mario soares que mandou
    Ah por ai tb não pq é extrema direita.... enfim


    Na mouche Zita.
    Os Portugueses dispersão-se facilmente por coisas desse género.
    Eles próprios, os mafiosos do regime fazem que as coisas sejam assim nebulosas, divisionárias, com gente amiga do sistema a atacarem-se uns aos outros, mas depois vão tomar uns copos juntos e dar umas boas gargalhadas e com a carteira bem recheada.

    Vou colocar aqui uma frase dita algures por ai:
    Não vou dizer quem a pronunciou, apenas peço que digam se concordam ou não. No fim direi o autor, mas não vale pesquisar na net.

    "Cada vez será menor a «elite» que os possui [valores], perante o desvairo do nosso tempo em que a sede dos prazeres materiais e a dissolução dos costumes, apoiadas por uma organização industrial ad hoc, corromperam a riqueza e as suas fontes, o trabalho e as suas aplicações, a família e o seu valor social. Há no Mundo uma grande crise do idealismo, do espiritualismo de virtudes cívicas e morais, e não parece que sem eles possamos vencer as dificuldades do nosso tempo. Sem rectificarmos a série de valores com que lidamos – valores económicos e morais –, sem outro conceito diverso da civilização e do progresso humano, sem ao espírito ser dada primazia sobre a matéria e à moral sobre os instintos, a humanidade não curará os seus males e nem sequer tirará lucro do seu sofrimento."





    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Zita,

      É verdade. Há discursos fenomenais do Cavaco, do Soares, do poeta Alegre etc.
      Mas para estes é como diz o ditado: "Mais de depressa se apanha um mentiroso que um coxo".

      O que fez aquele discurso que mencionei era diferente. Mas falhou também, talvez por outros motivos, ou até pelos mesmos.... Mas era diferente destes. Bem diferente.
      Só peço que digam se o que diz faz sentido ou não em 2013.

      Eliminar
    2. Não, Zita, não confundir religião com espiritualidade e valores. Eu ligo muito pouco á religião. A qualquer delas.

      Mas ligo a valores e espiritualidade, e conhecimento.
      É bem diferente.
      A religião organizada é outro antro de falsidades e de corrupção, para não falar ainda mais grosso, de coisas tipo pedofilia etc, que o Vaticano se esforça em abafar, bem como escândalos financeiros.

      Tal como numa frase que até a Zita aqui mencionou, a religião destrói a espiritualidade, os médicos a saúde, os banqueiros a economia etc....

      Eliminar
    3. O facto de a igreja ser dona de toda essa podridão não a exclui da hipocrisia de poder afirmar frases sublimes de promessas de moralidade e imaterialidade...

      Eliminar
    4. A Crise do Idealismo - António de Oliveira Salazar, in 'Entrevista ao Diário de Notícias (1936) -

      Caro Senhor Pedro Lopes, a única diferença entre o regime desse senhor ( autor dessas tão beatas e encantadoras palavras) e o regime actual (apelidado de democrático) é que naquele tempo os portugueses, além da fome e da miséria em que viviam, ainda tinha que levar com toda essa HIPOCRISIA DE CARIZ JUDAICO-CRISTÃO COM CHEIRO BAFIENTE A SACRISTIA.

      Porque se “os mafiosos do regime fazem que as coisas sejam assim nebulosas, divisionárias, com gente amiga do sistema a atacarem-se uns aos outros, mas depois vão tomar uns copos juntos e dar umas boas gargalhadas e com a carteira bem recheada.”
      Já, os de antanho que viviam no regaço da alcova salazarenta iam todos tomar uns copos juntos e dar uma boas gargalhadas e, entretanto esvaziar a carteira ,hipocritamente depois da missa de domingo, com as meninas do Ballet Rose.

      E o Salazar? Será que Salazar era um santo, um político imaculado do pecado da corrupção que os pecadores de agora todos padecem?!? Sabe meu caro, os senhores que SE GOVERNAM deste País agora, são os mesmos que já SE GOVERNAVAM no tempo “da moral e dos bons costumes” do Sr. António.

      “É verdade. Há discursos fenomenais do Cavaco, do Soares, do poeta Alegre etc.(...)O que fez aquele discurso que mencionei era diferente. Mas falhou também, talvez por outros motivos, ou até pelos mesmos.... Mas era diferente destes. Bem diferente.” -

      Era diferente????? No quê!!

      - Se não é pedir demais, gostaria que o Senhor tivesse a amabilidade de esclarecer todos aqueles que seguem o Blog da Sra Zita em que características de personalidade, atitudes, honestidade, carácter etc, etc ...O Senhor Oliveira Salazar era diferente desta ralé de agora.

      Sabe, em bom português, e a uso da minha terra: O CHEIRO É O MESMO, O PENICO É QUE É DIFERENTE.

      »»»» """BALLET ROSE - O escândalo que abanou o regime político Salazarista, abusos sexuais a crianças, prostituição generalizada pela elite «salazarenta». Figuras proeminentes do Portugal colonial, tradicionalista, envolvidas. O Estado Novo tudo fez para abafar o crime praticado, deu instruções claras á PIDE para impedir investigação por parte da PJ, valha-nos a coragem dos inspectores que levaram investigação até ao fim, a justiça condenou pessoas, o Estado Novo tratou de ilibar e proteger os tubarões, quer os políticos e sacerdotes envolvidos, são conhecidos nomes, não me cabe aqui revela-los mas é publico os seus nomes."""

      Eliminar
    5. Caro anónimo das 2:14 horas.
      Em total acordo com o seu comentário. A verdade nua e crua desses malditos tempos (Estado Novo) tem de ser dita.

      É muito possível que o Sr. Pedro Lopes não a conheça por ser demasiado jovem e por tal (obviamente) ainda não constar nos nosso atuais livros de história mas um pouco mais de pesquisa ( na net, por ex.) seria suficiente para o elucidar.

      Talvez o demova de influenciar parcial e negativamente este blogue, favorecendo outra ideologia ainda mais perniciosa, apontando como base e como origem de todos os atuais problemas, alguns dos péssimos principios nos período pós-25 de Abril.

      Não tenho margem para dúvidas que os acontecimentos até agora são muito negativos e devem ser rigorosamente corrigidos (não à custa do pobre povo) através de uma justiça imparcial (inexistente) mas não usemos o nosso ilustre ''triste passado'' recheado do mais alto atropelo aos direitos humanos e à elevadíssima taxa de analfebetismo que até então existia, como exemplo a seguir.

      As palavras do sr. antónio oliveira salazar faziam tanto sentido nessa altura como atualmente as fazem; passos coelho, sócrates, cavaco silva, paulo portas, isaltino, etc. etc. etc. etc. etc. etc........etc. etc. etc. .......etc. etc.

      Eliminar
  6. Americo
    Zita, Compreendo e felicito-a o excelente trabalho desde blog, reparando unicamente na parte que me toca também andei indignado, incompreendido e tudo o mais durante mais de 30 anos. Peço desculpa de não ser mais preciso na palavra (direita)referia-me concretamente ao hemisfério direito,mais concretamente o seu balanceamento, de acordo com as 2 citações que de facto são muito profundas e a propósito, resta agora a sua correcta interpretação, que a maioria possivelmente vai esbarrar, espero que não seja o seu caso. Assim nunca vamos sair deste circulo vicioso em que os povos estão mergulhados e as pessoas pura e simplesmente não entendem de onde vieram, o que são na verdade e para onde irão. Lamentando os que acreditam, que mudando os governantes o problema se vai resolver.... Nunca iremos conseguir isso, assim eu costumo dizer o seguinte, já que não conseguimos mudar o mundo, pelo menos teremos uma chance,MUDAR A NÓS MESMOS COMO SERES HUMANOS, como?? através do conhecimento, obtêm-se SABEDORIA que por sua vez levará á CONSCIÊNCIALIZAÇÃO, palavra que os povos já nem sabem o que representa........triste ? sim!!! Impossível nunca!!!
    Seja feliz, como eu sou profundamente....influenciando no meu dia a dia todos os que me rodeiam....rsrsrs

    ResponderEliminar
  7. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores e não a democracia.
    A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
    Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
    Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão mentirem para agradar. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam. Vocês não exercem o vosso dever de votar contra quem faz mal ao país. O vosso de dever e direito de punir os que lesam o país nas urnas.
    A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote.. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas, julgar e punir os partidos que há 40 anos destroem o teu país, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem contra os que mentiram, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.
    MAIS ARTIGOS SOBRE CIDADANIA E EDUCAÇÃO CIVICA, NESTE LINK, APRENDA A VIVER EM DEMOCRACIA SE QUER QUE ELA FUNCIONE::.. INFORME-SE VEJA ESTE LINK
    http://apodrecetuga.blogspot.pt/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#.WM_ogfmLTIU

    ResponderEliminar