12 agosto, 2014

José António Pinto deixou a medalha de ouro, ficar na Assembleia

UM AUTENTICO BANHO DE DIGNIDADE NA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA
O assistente social da Junta de Freguesia de Campanhã José António Pinto que iria receber hoje a medalha de ouro comemorativa do 50º aniversário da declaração Universal dos Direitos Humanos... deixou a medalha ficar na Assembleia.

 «Quero que os cidadãos do meu país hipotecado realizem os seus sonhos. Quero que estes governantes estanquem imediatamente este processo de retrocesso civilizacional que ilumina palácios, mas que ao mesmo tempo enche a cidade de pessoas a dormir na rua.»
 «Não quero medalhas quero que os cidadãos deste país protestem livremente e de forma digna dentro desta casa e que quando reivindicam os seus direitos por uma vida melhor não sejam expulsos pela polícia destas galerias.»

Ouvir aqui » http://tiny.cc/2izv7w

Esperemos que esta mensagem chegue aos ouvidos desta cidadã




MARGARIDA REBELO PINTO, A ESCRITORA ROSA, ACHA QUE AS PESSOAS QUE SÃO CONTRA AS MEDIDAS EXCESSIVAS DE AUSTERIDADE, SÃO POUCO INTELIGENTES, SÃO POUCO CÍVICAS, E NÃO DEIXAM O PASSOS COELHO TRABALHAR EM PAZ.
VAMOS DEIXAR O GOVERNO TRABALHAR E CONFIAR NELES, DIZ ELA, SEM SE RECORDAR QUE CONFIAR NOS GOVERNOS E DEIXA-LOS "TRABALHAR" SEM QUE NOS INDIGNEMOS COM O QUE ESTÁ ERRADO, ARRUINOU O PAÍS E OS PORTUGUESES...

10 comentários :

  1. Que diferença há em votar em Zé ou José?

    ResponderEliminar
  2. A Notícia Censurada12 agosto, 2014 18:55

    Porque razão só o Jornal de Negócios falou sobre isto? Luís Durão Barroso, filho de José Manuel Durão Barroso, foi contratado há cerca de um mês e sem concurso para o Departamento de Supervisão Prudencial do Banco de Portugal. A regra no banco é contratar por concurso salvo situações de "comprovada e reconhecida competência profissional". Ora não se reconhece nenhum desses atributos à pessoa em questão pelo que isto é mais um insulto à inteligência dos portugueses. Mas não é caso único. Veja-se onde está o filho do Marcelo, os filhos do ex-PR Sampaio, o filho da Ana Jorge e muitos outros casos que em surdina não chegam ao conhecimento público. Neste país, obviamente as leis do sucesso não se aplicam. Aqui o que reina é o factor C.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. barroso é o braço politico dos jesuitas e do vaticano em portugal.
      o objectivo é arruinar o pais para um socialismo tão opressivo, que os portugueses não tenham hipotese.
      o que barroso vai fazer no BP é impedir que portugal se alie ao BRICS e principalmente á CHINA.
      enforquem luis barroso politicamente enquanto é tempo.

      Eliminar
  3. os concursos na função publica, afins e até nas empresas privadas em 99% dos casos são puras farsas, puro teatro, criados com o objetivo de se transmitir uma imagem de imparcialidade e transparência e para dar $$ às anedóticas empresas de recrutamento de pessoal. Existem sempre várias "famiglias" para a gamela e vence a mais poderosa, com melhores ligações e por isso de vez em quando surgem estas denúncias, a preterida não gosta e reclama e dp até lhe arranjam tb outro tachinho para se calar. A maior parte dos concursos que surgem é para cargos desnecessários, visam a colocação de clientela, caso houvesse uma boa gestão financeira e de recursos humanos eles nunca existiriam. O cargo que foi ocupar o filho de Durão Barroso era necessário, claro que não! o que não falta no Banco de Portugal são colaboradores, são às resmas!Prefiro assim, entrada direta, sem hipocrisia, não se justifica um concurso para mais um lugar inventado,onde se inventam necessidades de pessoal...Se a população portuguesa fosse honesta e não fosse constituida por milhões de larápios qualificados, de escroques qualificados estes cargos e milhões de outros nunca seriam criados...

    ResponderEliminar
  4. As Juntas de Freguesia fazem parte do "monstro", deviam ser extintas, as infra-estruturas estão realizadas, são antros de carreirismo, despesismo, compadrio, tachos e contribuem enormemente para o défice. Neste momento, nada justifica a sua existência...Assim como devia haver somente uma Câmara por distrito, bem gerida, com as novas tecnologias, a necessidade de recursos humanos é exigua...Mas, em Portugal a filosofia é a multiplicação de funções até ao infinito...por isso milhares de entidades para a mesma coisa e coisa nenhuma, com milhões de colaboradores... é preciso sim, austeridade, que moralize a função publica e afins (TAP,etc...), em que se pratique uma gestão racional, não vocacionada para a expoliação do erário publico através da corrupção legal...

    ResponderEliminar
  5. José Manuel Durão Barroso e uma das pessoas mais influentes no pais portanto e com naturalidade que se continua a assistir a este tipo de malfeitorias, por mais que os portugueses na sua generalidade fiquem ofendidos quando se alerta para estas promiscuidades porque gostam de políticos com um ar sério e autoritário e com grande curriculum politico, tem que se continuar alertar conciencias. Cansado destas "Elites" que bom que seria separar o " Bom Pais " do "Mau Pais". " Morte ao Rei", em sentido figurado claro: Temos que que mostrar este video vezes sem conta as nossas criancas https://www.youtube.com/watch?v=FqlPn8hLXV4 para que nao se deixem enganar.

    ResponderEliminar
  6. eu não quero pagar

    http://www.youtube.com/watch?v=6favt-Sh-_E

    ResponderEliminar
  7. eu traria a medalha, rir-me-ia, e com o produto da sua venda ajudava mais uma familia de campanhã.
    mas a vaidade tem destas coisas.

    ResponderEliminar
  8. margarida não é mulher nem escritora, é apenas um breve arquetipo dapropaganda, tal como os vaidosos que deixam ouro em cima da mesa para que mediaticamente os portugueses percam o amor ao ouro, o vendam ao desbarato, enquanto toda a elite está a comprar ouro, porque o ouro vai ser em breve a moeda, não o papel.
    trabalhei em campanhã, e esse tal não me comove, fomenta a vitimização para surgir como salvador, não me espanta que vá para a um lugar burocratico como a nato, ce, ou onu.

    ResponderEliminar