12 julho, 2014

A tese de mestrado de Sócrates, sobre a tortura, foi dedicada aos portugueses?

corrupção socrates

" O alarido com a publicação de uma tese de mestrado de Sócrates – de mestrado! – e com contornos provincianos, tipo «feita em Paris, em Sciences Po», ou é para nós ficarmos realmente convencidos de que Sócrates continua a ser um bom motivo de anedotas – que outra coisa pode significar o anúncio da realização de uma tese de mestrado na 1ª página de um semanário nacional!? Ou é um esforço, espero que vão, de apagar toda a história que envolveu a licenciatura de Sócrates, que é uma vergonha de um sistema tão podre que só consegue ter como primeiros ministros tipos que a única coisa que fizeram na vida foi andar de joelhos na hierarquia de um partido do regime. De jotas a concelhias, de concelhias a gabinetes e finalmente a primeiros-ministros. Como diria o impagável Jim Hacker (Yes, Minister), uma longa carreira política não é de maneira nenhuma garante de se vir a ser um bom governante. Para quando o doutoramento de Relvas, anunciado na 1ª página do Público? Não haverá por aí um bocadinho que seja de noção de ridículo?" fonte

Era importante que ele abordasse a tortura ocultada nas falsas democracias, de que Portugal tem sido palco. A tortura que aflige 10 milhões de portugueses que assistem, impotentes, a casos como o do BPN, dos Submarinos, do BES, do Freeport, do Portucale, do BPP, etc, etc, etc, sem que se consigam proteger da afronta ou evitar as contas que os governos lhes apresentam para pagar.
Sem justiça que nos valha, empobrecemos sem alternativas, forçados a tal pelas incompetências e crimes dos que nos governam. Assistimos à devastação dos serviços públicos, à degradação física, social e económica do país. Isso é uma tortura, para os que ajudaram a construir o país, para os que se sentem no direito de usufruir do país, para os que são leais ao seu país.
Somos forçados a pagar contas de milhares de milhões de euros, de saques legitimados por uma falsa democracia, teatralizada pelos actores entre os quais ninguém é responsável, nem responsabilizado nem responsabilizável.
Onde a classe politica mente e rouba os cidadãos, protegidos pela carapaça ganha à custa de se ser politico, que supostamente implicaria ser-se de confiança e credível.
Em Portugal sofremos a tortura de saber que na politica, onde se decide o futuro do país e dos seus filhos, já ninguém é obrigado a dizer a verdade, a defender o país e o povo, a ser leal e integro, competente ou honesto, responsável ou justo. A partir do momento em que já todos sabem que os valores e alicerces da democracia são um embuste, a tortura da incerteza e do medo assombra o presente e o futuro de todos os cidadãos.
Esta é sim, também uma forma de tortura real... que ninguém, nem nenhuma organização mundial anti tortura, se preocupa em reconhecer estudar e condenar. 



Ainda em 2009, o procurador-geral Eric Holder disse, no Fórum Global em Doha, que “quando os ‘cleptocratas’ saqueiam os cofres de suas nações, roubam seus recursos naturais e desviam a ajuda para o desenvolvimento, eles estão condenando as suas crianças à fome e doenças. Em face desta injustiça, recuperar os activos [desse saque] é um imperativo global”. Assim como o auto-controle por parte dos países que se beneficiam desse saque.

Sugestões de temas para a tese de Sócrates
  1. Os nossos políticos querem fazer vida de empresário rico.
  2. "Sócrates está no topo da pirâmide, dos que dão cabo disto"
  3. Mais um deslize de Sócrates 
  4. Gabinete de Sócrates gastava 12 mil euros por mês, em restaurantes
  5. Os gastos de um PM fino
  6. Deixa buraco de 3,5 mil milhões no SNS
  7. No SNS
  8. No património nacional 
  9. Na Segurança Social
  10. Sócrates e a EDP
  11. Sócrates investe 
  12. Sócrates regressa 
  13. Os milhões de Sócrates.
  14. As luvas de Sócrates
  15. O aeroporto de Sócrates
  16. A Sovenco de Sócrates 
  17. A manipulação de Sócrates 
  18. O resgate de Sócrates
  19. O BPN do Sócrates
  20. O inglês de Sócrates 
  21. A má gestão 
  22. A poderosa mãe de Sócrates 
  23. As SCUT´s de Sócrates 
  24. Sócrates e as Swap





2 comentários :

  1. um idiota criminoso.

    é engenheiro para tira mestrado que nada tem a ver com engenharoia,

    este palhaço devia ser preso, por ter milhoes nao declarados em offshores do BES.

    ResponderEliminar
  2. A realidade económica portuguesa é para Passos uma fatalidade, que resulta de anos de equívocos. “Acontecesse o que acontecesse, Portugal teria de passar por isto”, sustenta o primeiro-ministro, que não cede perante “a demagogia, bem diferente da realidade”.

    ResponderEliminar