01 janeiro, 2014

A DEMOCRACIA DOS CORRUPTOS, É A NOSSA DITADURA?



SERÁ?
Será democracia, quando eles, políticos, decidem o que querem e fazem o que querem, mesmo contra o interesse nacional, e tu, povo, não és consultado, não possuis armas legitimas para te defender, para os deter, organismos onde os possas denunciar, ou liberdade para manifestar o teu desacordo?

Será democracia, quando eles podem tudo, dividem o dinheiro público para oferecer regalias, benefícios, favores, reformas, subsídios, etc etc para favorecerem classes e elites, enquanto obrigam os mais indefesos a pagar o que eles distribuem? A pagar mesmo em sacrifício?

Será democracia um regime onde és enganado e manipulado livremente, por políticos em campanhas ferozes e sem verdade? E não possuis a capacidade de exigir a reposição da verdade, o cumprimento de promessas e de contratos, nem o poder de os denunciar?

Será democracia assistir impotente a um saque da dimensão do BPN, onde quase todos os larápios, estão identificados, e não possuíres o poder de colocar nenhum dos saqueadores atrás das grades? Saberes que um governo, PSD fechou os olhos a um saque de milhares de milhões de euros, e um governo PS, decidiu que teria de ser o povo a pagar esse saque? Protegendo os corruptos, afundando Portugal numa crise sem precedentes?

Será democracia os partidos unirem-se para saquear e enganar o povo? Capturarem a justiça, a lei, e todos os organismos que protegem o povo do abuso dos políticos, e nada se poder fazer para os travar e repor a democracia?
Será democracia um regime onde as ferramentas que permitiriam dar voz ao povo, não passarem de uma farsa? (petições, referendos, abaixo assinados, significado do voto) tudo foi manipulado, invalidado e transformado num embuste.
As petições só serão válidas se aprovadas por deputados.
Os referendos partem da vontade dos governos.
Os votos apenas permitem que eles saiam sempre a ganhar e o povo a perder.
A democracia não deveria reduzir o povo à impotência, nem deveria dar aos políticos poder ilimitado e impunidade. A ideia era dar voz e poder ao povo e limitar os abusos dos políticos.

SERÁ possível que nenhum eleitor, dos que ainda defendem partidos, repara na estranheza a que assistimos em todos os debates e confrontos políticos na AR, na TV ou seja onde for, onde jamais algum partido afirma que o outro foi corrupto, ou especifica um acto de corrupção levado a cabo pelo seu adversário ou compincha? Nenhum politico promete acabar com a corrupção? Nenhum promete ou denuncia casos de corrupção? 

Apesar de todos conhecermos casos de corrupção, apesar de todos sabermos que Portugal é um país muito corrupto, que de 2000 a 2010 foi o país do mundo onde mais se agravou a corrupção... ELES INSISTEM EM NÃO FALAR DISSO? E NINGUÉM QUESTIONA O PORQUÊ? SERÁ ASSIM TÃO DIFÍCIL DE PERCEBER QUE É PORQUE OS PARTIDOS ESTÃO UNIDOS E SE APOIAM NA CORRUPÇÃO, QUE LHES TRÁS TANTO DINHEIRO FÁCIL. NÃO LHES CONVÉM FALAR DE ALGO QUE QUEREM FINGIR QUE NÃO EXISTE, PARA QUE MUITOS CONTINUEM A ACREDITAR QUE ASSIM É. NÃO LHES CONVÉM EXPOR ONDE É QUE OS INTERESSES DOS PARTIDOS DE DIFERENTES CORES CONVERGEM E SE UNEM - NO SAQUE E NA MENTIRA.
Este artigo de Ricardo Araújo Pereira, deixa a nú a clara inversão dos valores das instituições que servem a democracia. A ironia ao serviço da cidadania e da denuncia.

"A fotografia que mostra um polícia a dar uma bastonada preventiva a uma impertinente
fotojornalista demonstra bem o estado em que o país se encontra: a situação é difícil, mas nem tudo são desgraças. 
Vi a fotografia e fiquei mais tranquilo. A estupenda cacetada corrigiu várias imperfeições. Primeiro, uma imperfeição cívica. Estes fotojornalistas andavam a pedi-las há muito, pelo perigo que representam para a sociedade. Recordo a tragédia que duas ou três dezenas destes profissionais podem causar quando perseguem princesas inglesas em Paris. Talvez houvesse uma princesa estrangeira nas imediações do Chiado e o polícia tenha sentido que poderia salvar vidas reais com um simples golpe do pulso.
Por outro lado, a bastonada castigou, e de que maneira, a incompetência.
A fotojornalista foi agredida e quem captou o acontecimento foi um seu colega.
É uma falta de profissionalismo inadmissível. Talvez para a próxima esta jornalista tenha a máquina a postos quando estiver prestes a ser espancada pelas forças de segurança. São lições que o sarrafo ensina com muito mais eloquência do que a universidade. Por mais que tente, um chumbo num exame não consegue ser tão pedagógico como uma cicatriz na cabeça, ou um vergão no lombo.
O agente que salvou o país e a própria humanidade deve estar orgulhoso. 
Livrar o mundo de larápios, de desordeiros e de fotojornalistas do sexo feminino são algumas das principais razões que levam alguém a inscrever-se na polícia. Quem nunca brincou, em criança, aos polícias e fotojornalistas? Quem não recorda as séries policiais em que os melhores detectives tentam caçar os fotojornalistas mais pérfidos e astutos?
Ao que parece, o agente reagia a provocações dos manifestantes. Neste ponto, é justo reconhecer o modo como as costas da fotojornalista contribuíram para o alívio das tensões sociais.
Este seria, aliás, um bom método para aplicar, por exemplo, no mundo do trabalho.
Em cada empresa, haveria um fotojornalista. Sempre que houvesse conflitos laborais ou outros, os ofendidos espancavam o fotojornalista e voltavam ao trabalho revigorados. Pode ser que agora se comece a pensar nisso.
O Presidente Cavaco Silva também se interessou pelo caso e disse que é importante averiguar tudo o que se passou naquela tarde. Nomeadamente, porque é que só dois jornalistas apanharam. Ao que parece, o inquérito já decorre, e estará concluído mal se acabe de averiguar tudo o que se passou há 18 anos, na Ponte 25 de Abril. fonte 




4 comentários :

  1. Nome do polícia que espanca e que como " castigo " recebeu a promoção para o corpo de intervenção da P.S.P.
    António Manuel Correia Pinto.

    ResponderEliminar
  2. Afanadores de contribuintes é coisa que não falta por aí:
    - políticos;
    - sindicatos;
    - construtores de autoestradas 'olha lá vem um';
    - lobbys (swaper's e afins) pró endividamento do Estado/contribuinte;
    - etc.
    .
    -> O contribuinte não pode continuar a andar constantemente a 'ser comido' a torto e a direito!!!
    -> Quem paga (vulgo contribuinte) deve possuir o Direito de defender-se!!!
    -> Ora, de facto, deve existir o DIREITO AO VETO de quem paga!!! [blog 'fim-da-cidadania-infantil' ].
    .
    .
    NOTA:
    O contribuinte agradece que sejam apresentadas propostas/sugestões que possibilitem uma melhor gestão/rentabilização dos recursos disponíveis... leia-se: em vez de propostas de aumentos... apresentem propostas de orçamentos!

    ResponderEliminar
  3. adere ao movimento para meter cavaco silva num a prisao !

    ResponderEliminar
  4. Se mais cidadãos estiverem dispostos a informarem-se com mais profundidade, deixarem a religião partidaria e escutarem com ouvidos de entendimento o que os outros dizem, as tentativas de quebrar as seitas instaladas podem vir a resultar em benificios para todos. Ser rigoroso e eficiente é oque faz melhres eleitores e melhor funcionarios publicos. Como podemos entender que as diversas petiçoes que têm obtido grande aceitação para se reduzir numerode deputados, para reduzir numero de camaras e para racinalização das estruturas superfluas de fubnações emuitos cancrosnão tenham eco nos partidos e efeitos praticos? Porque eles se protegeram com a lei eleitoral que não temem conta a abstenção e com 19% dos votos falam com"legitimos" representantes" da farsa eleitoral. Fale alto e junte-ese a outros que mesmo que votantes de outros partidos não querem que os impostos não parem de subir para manter esta corja.

    ResponderEliminar